The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS DIRIGENTES E PESSOAL DA RAPTIM

15 de Fevereiro de 1980

 

Queridos irmãos e irmãs

Tenho o prazer de receber-vos nesta casa ao celebrar-se felizmente o 25° aniversário da abertura em Roma da Agência italiana da vossa organização.

Saúdo-vos muito cordialmente, agradecendo-vos terdes desejado esse encontro. Quero também assegurar-vos o meu apreço pela vossa singular actividade, ao mesmo tempo que me apraz recordar aqui o significado da sigla RAPTIM, que vos distingue; ela é o acróstico da palavras: « Romana Associatio Pro Transvehendis Itinerantibus Missionariis ». A expressão é muito eloquente, e mais eloquente é a realidade indicada: isto é, a aproximação da Sé Apostólica, e o propósito de favorecer as deslocações dos missionários de Cristo pelo mundo inteiro. Pois bem, desejaria que este programa fosse sempre o vosso distintivo de honra.

Ambiciono sinceramente que valham para cada um de vos as belas palavras, que o Apóstolo João escreve ao desconhecido destinatário da sua Terceira Carta: Caríssimo, tu procedes fielmente em tudo o que fazes para com os irmãos, apesar de serem estrangeiros. Eles deram testemunho da tua caridade diante da Igreja. Farás bem provendo-os do necessário para a viagem de modo digno de Deus... Portanto, devemos recebê-los, para cooperarmos com eles na verdade (3 Jo. 5-8). Este texto poderia ser até certa medida o vosso luminoso ponto de referência e motivo de estímulo para a vossa actividade. Além disso, vale sem dúvida também para vós o dito de Jesus, que promete recompensa certa a quem der, uma pequena ajuda que seja, a um discípulo Seu; com efeito, quem ajuda um missionário terá a recompensa de missionário (Cfr. Mt. 10, 40-42). Assim vós participais do entusiasmo e do amor prático, que tanto caracterizaram a Igreja desde as suas origens.

Animo-vos paternalmente a que prossigais com empenho, segundo o caminho que iniciastes há 25 anos. Será coisa seguramente muito frutuosa, se procurardes unir sempre esta dimensão espiritual à competência técnica que vos é própria. Não vigore nunca uma sem a outra, para não correrdes o perigo de ficar só em boas intenções ou vos limitardes a ser empresa meramente profana.

E o Senhor vos encha das Suas graças, em penhor das quais vos concedo cordialmente a Bênção Apostólica, que tenho o prazer de tornar extensiva a todos os que trabalham na vossa organização nos vários continentes.

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 

top