The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA DO SANTO PADRE
AO EXTREMO ORIENTE (PAQUISTÃO, FILIPINAS,
GUAM, JAPÃO E ALASKA)

PALAVRAS DO PAPA JOÃO PAULO II
DURANTE O ENCONTRO COM
AS VÍTIMAS DA BOMBA ATÓMICA

Colina de Megumi No Oka
Nagasaqui, 26 de Fevereiro de 1981

 

Meus caros amigos

1. Não poderia deixar a cidade de Nagasaqui sem vir a Megumi No Oka, esta colina de misericórdia e graça. Durante a minha permanência em Hiroxima falei duas vezes da ameaça das armas nucleares para o futuro da humanidade, primeiro no Peace Memorial Garden e depois aos homens e às mulheres de ciência e de cultura. É com grande emoção que saúdo hoje todos aqueles que ainda trazem no próprio corpo os sinais da destruição que se abateu sobre eles no dia daquela inesquecível explosão. O que vós sofreis também provocou uma ferida no coração de cada ser humano sobre a terra. A vossa vida aqui hoje é o apelo mais convincente que poderia ser dirigido a todos os homens de boa vontade, o apelo mais convincente contra a guerra e em favor da paz. Vêm-me à memória neste momento as palavras do Presidente da Câmara Municipal de Hiroxima, dois anos após a primeira explosão nuclear: "Aqueles que experimentaram e se deram plenamente conta do sofrimento e do pecado que é a guerra denunciam incondicionalmente a guerra como a última agonia, e desejam a paz com o maior ardor". Todos, nós estamos em dívida para convosco, porque vós sois o apelo vivo e constante para a paz.

2. Desejo também dizer uma palavra especial de apreço aos médicos, às enfermeiras e a todos os que se prodigam para vos oferecer os melhores cuidados possíveis. Asseguro-lhes a minha estima e encorajo-os a continuarem a sua obra admirável de auxílio e assistência. Uma saudação especial vai também para as Religiosas desta Instituição, tão dedicadas a esta obra de misericórdia cristã. Com gratidão evoco a memória da Fundadora desta casa, Irmã Magdalena Esumi, que a dirigiu desde o início até ao momento em que o Senhor a chamou a Si, há alguns meses. Neste serviço quotidiano de amor, as Irmãs tornam palpável com a mão o amor de Cristo, o Filho de Deus, que mostrou amor especial para com os que sofrem, os doentes e os enfermos.

3. Com a promessa, das minhas orações, deixo a todos vós estas palavras de Cristo: "Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia" (Mt 5, 7). Na minha Encíclica sobre a misericórdia de Deus, salientei o significado profundo de cada acto de misericórdia quando escrevi: "um acto de amor misericordioso é realmente quando ao praticar a misericórdia, estivermos profundamente convencidos de que ao mesmo tempo nós a estamos a receber, da parte daqueles que a recebem de nós" (n. 14). Oxalá este pensamento seja para todos vós, em Megumi No Oka, fonte de inspiração para a vossa obra e para a vossa vida, e a força que edifica e mantém uma unidade tão digna de se ver. Deus abençoe todos vós.

 

© Copyright 1981 - Libreria Editrice Vaticana

 

top