The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
A UM GRUPO DE JOVENS UNIVERSITÁRIOS
DA "BAYERISCHE UNIVERSIT
ÄT AUGSBURG,
NA REPÚBLICA FEDERAL DA ALEMANHA

Sala do Trono
Quinta-feira, 29 de Abril de 1982

 

Prezados Professores,
caros Estudantes

No transcurso da vossa visita a Roma quisestes encontrar-vos também com o Bispo desta cidade singular — a "Cidade Eterna", como é chamada com um sentido profundo. Por isso, com grande alegria, vos dou as boas-vindas ao Vaticano.

O magnífico aspecto e o significado desta cidade devem-se não só à famosa história da antiga Roma, mas, sobretudo, à obra e ao testemunho desenvolvidos aqui pelos Apóstolos Pedro e Paulo, que fundaram a comunidade cristã desta cidade e a constituíram como "mãe e cabeça das Igrejas de toda a terra"; obra e testemunho que permanecem ainda hoje. Na história desta cidade, grandeza temporal e missão espiritual fundem-se numa íntima unidade. Pedro e Paulo, dois caracteres tão distintos, duas formas tão diversas de realização de acesso a Cristo e da sua missão na Igreja, converteram-se, pela sua transcendental obra de fundação, numa inseparável dupla fraterna na piedade e na arte romanas.

Há neste facto um profundo significado. Pedro de Cafarnaum, a rocha sobre cuja inquebrantável confissão de fé se fundamenta a Igreja de Jesus Cristo, necessita de Paulo de Tarso que aprofunda a revelação do Senhor até às últimas consequências e a leva aos mais longínquos horizontes. Também Paulo, espírito penetrante e missionário impetuoso, necessita de Pedro que, pelo ministério de mestre e pastor a ele confiado por Cristo, conserva a Igreja na fidelidade às suas origens e na sua unidade substancial.

De modo semelhante, queridos jovens e amigos, o vosso trabalho espiritual, o vosso estudo e investigação, exigem como uma necessidade o complemento e o aprofundamento da fé. A Igreja está convencida de que fé e razão não podem absolutamente contradizer-se. A fé não limita nem constrange a razão, senão que melhor amplia o vasto horizonte que a caracteriza.

Seja qual for o campo de estudo de cada um de vós, esforçai-vos sempre por conseguir a "universitas", a totalidade, a visão da realidade plena tornada possível pela fé, e na qual os valores naturais são inseridos na visão global do homem redimido por Cristo. Uma autêntica formação deve aspirar também à maturação completa da pessoa humana em ordenação intrínseca até ao seu fim último.

Que no vosso ser cristãos, no vosso estudo e posterior serviço se realize, como pessoas de fé e conscientes das suas responsabilidades, aquela fecunda fusão de difelidade e audácia que foi fixada nos vossos corações como legado dos Príncipes dos Apóstolos nesta cidade! Com este objectivo, unido especialmente a vós, concedo-vos a Bênção Apostólica!

© Copyright 1982 - Libreria Editrice Vaticana

top