The Holy See
back up
Search
riga

VISITA PASTORAL A BRÉSCIA

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
ÀS AUTORIDADES CIVIS

Bréscia, Praça Cesare Battisti
Domingo, 26 de Setembro de 1982

 

Senhor Presidente do Conselho dos Ministros
Senhor Presidente da Câmara Municipal!

1.Agradeço vivamente as atenciosas expressões, com que, interpretando os sentimentos seja do Presidente da República italiana e do Governo, seja dos cidadãos de Bréscia, quisestes dar-me as boas-vindas a esta Cidade, tão ilustre pelas suas nobres tradições cívicas, culturais e religiosas, e pelo seu constante empenho no campo social e em favor do progresso humano.

A minha saudação e o meu agradecimento estendem-se a todos vós, caros Brescianos, que estais aqui reunidos, para me manifestar a vossa calorosa homenagem, bem digna do alto sentido de hospitalidade e da genuína cordialidade, próprias da gente lombarda.

2.Com esta visita, como todos sabem, entendo honrar a memória bendita do caro Pontífice Paulo VI, meu Predecessor e Mestre, que no seio desta ilustre Comunidade nasceu e cresceu: educado por pais exemplares. Ele foi formado aqui por insignes homens de Igreja e de cultura numa sólida piedade e em profundas virtudes espirituais e morais, atingindo aquele carácter feito de sinceridade e de operosidade, de coragem e de generosidade, que é característico dos filhos desta Cidade e nele se mostrou com distintos e vigorosos traços.

A solicitude continuamente inspirada, com que realizou o seu serviço à Sé Apostólica e à Igreja universal, encontra as suas raízes também no benéfico influxo de um ambiente rico de preciosos valores, sempre alimentados — como Ele disse numa Audiência a vós tão cara — pelas "fúlgidas, distintas e genuínas tradições cristãs e católicas de Bréscia: cidade fiel, que merece ser indicada às novas gerações... no seu espírito, na sua sinceridade, na sua união a Cristo vivo e na sua adesão às palpitantes necessidades do nosso mundo moderno, que sofre mas está tão aberto à mensagem evangélica" (Discurso aos novos Cardeais, 25 de fevereiro de 1965, Insegnamenti di Paolo VI, III, [1965] p. 131).

3. A minha visita entende também prestar homenagem a esta Cidade e a esta Comunidade diocesana, que se distinguem pelas gloriosas vicissitudes do seu passado, pelas prestigiosas figuras de homens e de mulheres que animaram a sua vida civil e religiosa, com influxos benéficos para a Itália inteira, e enfim pela vigilante atenção que sempre aqui se prestou aos problemas sociais, enfrentados com sentido vivo da justiça e em atitude de activa dedicação ao dever.

Bréscia possui um precioso património espiritual, cultural e social, que deve ser com zelo conservado e vigorosamente incrementado, pois, como no passado, constitui ele também hoje o indispensável pressuposto para uma sábia organização civil e para um autêntico desenvolvimento do homem.

As actuais, multíplices formas de mal-estar social, recordadas pelo vosso Presidente da Câmara Municipal, e o mesmo triste fenómeno da violência, que nesta Cidade — como ressaltou com comovida recordação Sua Excelência o Presidente do Conselho — teve também um trágico holocausto de vítimas inocentes, encontram o seu mais eficaz antídoto nos valores humanos e cristãos, sobre os quais Bréscia foi edificada no curso dos séculos passados. Naqueles valores, portanto, deve buscar inspiração e rumo a presente geração, se quer transmitir aos pósteros uma Cidade de que eles possam ainda sentir-se orgulhosos.

4. A Bréscia, então, que ao longo dos séculos soube conservar elevado o próprio nome, faço votos por que sempre conserve a própria leal adesão "fidei et iustitiae", como recorda a inscrição gravada na fachada do Palácio Municipal. Sim, caros Brescianos, sede sempre fiéis à fé e à justiça, à fé cristã e à justiça social, a estas duas grandes luzes que devem ininterruptamente guiar o caminho do homem nesta terra.

Ao desejar que a minha presença constitua aqui um sinal de esperança e de estímulo para o bem, elevo a minha oração, a fim de que no ânimo de todos se consolide o propósito de construir um futuro próspero e operoso, no respeito dos mais elevados valores do espírito. Sobre estes ardentes votos desçam abundantes as Bênçãos de Deus.

 

 

© Copyright 1982 - Libreria Editrice Vaticana

top