The Holy See
back up
Search
riga

AUDIÊNCIAS ESPECIAIS ÀS DELEGAÇÕES DAS DIOCESES DOS NEO-CARDEAIS

SAUDAÇÃO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS PEREGRINOS DA
TAILÂNDIA

Sala Clementina
Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 1983

 

No venerável irmão, o caro Cardeal Miguel Michai Kitbunchu, saúdo toda a Igreja em Bangkok e na Tailândia, invocando do Senhor graça e paz para todo o clero, religiosos e leigos.

Na sua pessoa, Senhor Cardeal, desejo honrar todo o povo desta nobre nação, tão rica em cultura e em valores espirituais. Sinto-me profundamente reconhecido pelo facto de que o vejo nesta assembleia rodeado por ilustres personagens que representam o seu Governo junto da Santa Sé, os seus concidadãos, e todos quantos formam a grande família dos crentes na fé católica. A todos dirijo uma saudação de boas vindas, tão ampla e acolhedora como a colunata da Praça de S. Pedro. Na sua universalidade e na sua católica unidade, a Igreja em Roma abre o seu coração a cada um de vós.

O meu pensamento dirige-se de um modo especial a quantos o apoiam no ministério que exercita no seu país como pastor do rebanho, isto é, todos quantos colaboram consigo na proclamação do Evangelho de Cristo a todos aqueles que desejem livremente ouvir a Boa Nova da Redenção em Jesus Cristo. Desejo a este respeito evocar e abençoar a memória de todas as gerações de missionários, tanto no passado como no presente, que levaram a mensagem do Evangelho a vós e aos vossos antepassados, e que souberam dar dele testemunho em amizade, respeito e grande estima pelo povo tailandês.

Dou graças ao Senhor por nos permitir viver este dia, que nos mostra a forma tão dedicada com que a Igreja na Tailândia vive a sua missão de testemunho cristão e serviço evangélico, na alegria e na consolação do Espírito Santo, e esforçando-se por ser digna desta vocação do Senhor, em fé, esperança e caridade.

Ao regressar ao seu país, Senhor Cardeal, para em conjunto com o seu povo enfrentar os desafios da vida quotidiana, deve ter a certeza — deve estar convencido agora mais do que nunca — de que está em unidade com o Papa e com a Igreja universal na proclamação de Cristo, no amor do próximo, e no trabalho pelo bem-estar de todos os irmãos e irmãs tanto na Tailândia como na Ásia e em todo o mundo.

Que o amor do Senhor esteja sempre nos vossos corações!

 

 

© Copyright 1983 - Libreria Editrice Vaticana

 
top