The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
 NO FINAL DA CONCELEBRAÇÃO COM OS
 BISPOS BRASILEIROS

15 de Março de 1986

 

Queridos Irmãos no Episcopado, irmãos e irmãs,

Estamos congregados para celebrar a Eucaristia, a caridade, a comunhão, em Igreja: celebrar Cristo-Eucaristia-Amor e Misericórdia-Comunhão. E nós, em Cristo e com Cristo, nesta manhã, queremos, mais do que oferecer, ser oferta ao Pai da nossa condição pessoal e eclesial, em ação de graças, com caridade, em comunhão no Espírito da Verdade e do Amor. Sintonizadas as nossas mentes e corações, nestes sentimentos, proclamemos a nossa gratidão o demos “glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo”; pelos trabalhos de nosso Encontro.

É Epifania, é Cenáculo e é Pentecostes este momento: manifestação e testemunho da fé comum, fraternidade, daqueles a quem o Senhor já não chama servos, mas amigos, e docilidade ao Consolador, que nos quer guiar para a verdade total, sob o signo da esperança.

Conosco, Irmãos Bispos do Brasil, estão os demais Irmãos do Episcopado brasileiro a suas Igrejas particulares, está aqui todo o Povo de Deus: a unir-se à nossa súplica. Vamos pedir: que a Igreja alcance a plenitude do amor de Deus e seja fiel à missão que Cristo lhe confiou; que na Igreja os Pastores, como o Bom Pastor, sejam luz, somente luz, para a tornar cada vez mais reveladora, santificadora e salvadora; que os homens se voltem para o Evangelho, amem a justiça e vivam em paz; que encontrem conforto todos os que sofrem e estão desanimados; que o Senhor abençoe as crianças, atraia os jovens, santifique os lares e alegre o trabalho humano e o labor do apostolado.

Pecamos, enfim, pôr todos nós: o perdão para nossas faltas e purificação de nossos corações, para esta Eucaristia, e para, cada vez mais, conformar-nos a Jesus Cristo, que veio para anunciar a Boa-Nova aos pobres e perdoar aos corações arrependidos.

 

© Copyright 1986 - Libreria Editrice Vaticana

 
top