The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS DIRIGENTES E ATLETA DO CLUBE
DE FUTEBOL «ATALANTA
»

6 de Dezembro de 1997

 

Caros Dirigentes e Atletas do «Atalanta»!

1. É-me grato acolher-vos, juntamente com os vossos familiares, e agradeço-vos esta vossa visita. Vindes de uma terra, a bergamasca, rica de tradições cristãs. É a terra onde nasceram o meu venerado predecessor, o Papa João XXIII, e numerosos Bispos e sacerdotes, missionários e missionárias, que trabalharam e continuam a trabalhar activamente pelo Reino de Deus, assim como muitos leigos empenhados com seriedade no serviço do próximo.

Desta tradição fazem parte também os «oratórios», nos quais uma componente importante da educação dos jovens é constituída pelo desporto. Penso que também alguns de vós, caros atletas, cresceram no ambiente dos oratórios, e que isto vos ajude a conservar uma visão equilibrada e completa do papel do desporto na formação e na vida pessoal e familiar.

2. O empenho desportivo pode ser um útil treinamento para a fortaleza, uma base para construir nos jovens uma personalidade harmónica, solidária e generosa, aberta à compreensão e à colaboração com os outros. O apóstolo Paulo, que conhecia o agonismo das competições desportivas, comparava o esforço do cristão, nalguns aspectos, àquele que um atleta consciencioso deve enfrentar. Faço votos por que também para vós seja assim: todo o encontro agonístico seja uma competição para o bem e para promover os autênticos valores da existência, com a tenacidade e o espírito de sacrifício que de vós são requeridos para os treinamentos e as «partidas».

E jamais esqueçais, caros atletas, que os outros, especialmente os jovens, olham para vós, visto que para eles sois modelos e muitas vezes importantes pontos de referência. Se o vosso testemunho for positivo, servireis de exemplo para os vossos numerosos «torcedores », que verão em vós não só óptimos jogadores, mas sobretudo jovens e homens amadurecidos e responsáveis.

3. Caríssimos, estamos a viver o tempo do Advento, tempo de preparação para o Natal, que mantém viva nos crentes a espera do Senhor que vem. A cada um de vós faço votos por que saiba encontrar Cristo que vem nos acontecimentos de cada dia.

Formulo votos por que as vossas famílias e a vossa sociedade sejam sempre mais lugares de serena partilha dos ideais evangélicos da solidariedade e da paz.

Além disso, aproveito a ocasião para apresentar a todos vós e aos vossos entes queridos os melhores votos para o próximo Natal, e de coração vos abençoo.

 

 

top