The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA DE JOÃO PAULO II AO LÍBANO

ENCONTRO DO SANTO PADRE
COM OS PATRIARCAS 

11 de Maio de 1997

 

Evocámos muitas pessoas. Quereria salientar que a actual conclusão da Assembleia sinodal para o Líbano assinalará um ulterior passo no caminho sinodal deste Sínodo, não só tradicional, se se pode dizer, mas também regional.

O Sínodo para o Líbano e o Sínodo regional, não só para o país mas um pouco para a Ásia Menor. E aqui devo recordar a personalidade do meu compatriota W. Rubin, que foi o primeiro predecessor do Cardeal Schotte. Recordo-o ainda mais porque era muito ligado a ele. Estudou aqui, na Universidade de São José, e sempre permaneceu muito ligado, muito apegado ao Líbano.

Espero que tenha servido bem o Sínodo dos Bispos nesse período decisivo, porque se tratou do primeiro e porque a ideia sinodal há de adquirir cada vez maior sentido e fará grande progresso. Significa que se a Igreja de Roma não é uma Igreja sinodal atribui todavia uma importância cada vez maior, um valor cada vez maior ao Sínodo dos Bispos. Então, trata-se de uma Igreja sinodal num sentido diferente mas de qualquer forma de uma Igreja sinodal em que o Sínodo dos Bispos desempenha um papel importante.

Isto impele-nos a aproximarmo-nos dos nossos irmãos ortodoxos. Neste espírito espero Vossas Beatitudes esta tarde. Encontrar-nos-emos e falaremos com os Patriarcas ortodoxos que quiseram participar nesta solenidade e também no Sínodo, pelo menos através dos seus representantes.

Sinto-me particularmente feliz por este encontro.

Obrigado por tudo.

 

 

 

top