The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS OFICIAIS E SUBOFICIAIS
DO 31° ESQUADRÃO DA AERONÁUTICA
 MILITAR ITALIANA

Domingo, 21 de Setembro de 1997

 

Caríssimos Oficiais e Suboficiais
do 31° Esquadrão da Aeronáutica Militar!

1. Sinto-me particularmente feliz de vos acolher neste dia, juntamente com os vossos familiares. A tradicional e cordial saudação, que nesta circunstância costumais apresentar-me, oferece-me o ensejo para vos manifestar gratidão pelo atento e pontual serviço que garantis ao Papa, nos seus deslocamentos aéreos em todo o território italiano.

Em particular agradeço-lhe, Senhor Coronel, o significativo dom e as amáveis expressões com que quis fazer-se intérprete dos sentimentos dos presentes. Pelas suas palavras tomo conhecimento que é iminente a conclusão do seu serviço de Comandante do 31° Esquadrão. Enquanto lhe manifesto vivo apreço pela obra realizada e pela cortês disponibilidade constantemente demonstrada, formulo ardentes votos para as novas responsabilidades que lhe serão confiadas.

2. Como gesto de reconhecimento para com o inteiro Esquadrão, desejo agora condecorar alguns de vós com Honorificências Pontifícias, em sinal de apreço e de estima.

A delicada tarefa que sois chamados a exercer oferece-vos muitas vezes a possibilidade de vos afastardes fisicamente da terra e de voardes nos céus abertos, onde o olhar vagueia longe e onde é dado imergir-se numa atmosfera límpida e pura. Essa experiência ajuda a olhar as coisas com olhos diferentes e a libertar-se de uma visão estreita das vicissitudes quotidianas. Ela convida, além disso, a considerar a grandeza de Deus, que a fé localiza simbolicamente no céu, ainda que afirme que o universo inteiro é incapaz de conter a Sua imensidade.

Indicando o céu, a Igreja exorta cada homem a considerar com respeitoso desprendimento, embora no cuidado amoroso, as coisas do mundo que passa, tendo sempre presente, na mente e no coração, a comum e definitiva pátria celeste, onde se encontra Cristo, sentado à direita do Pai.

Caríssimos, ao abraçardes os amplos horizontes do céu, cultivai em vós estes sentimentos de fé que sugerem a atitude justa, com que devem ser enfrentadas as realidades terrenas. Deus vos ilumine sempre e vos proteja em todas as vossas intervenções.

Ao confiar-vos e aos vossos entes queridos à materna protecção da Bem-aventurada Virgem de Loreto, Padroeira dos Aviadores, de coração concedo a vós e às vossas famílias a Bênção Apostólica.

 

 

 

top