The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II 
À COMISSÃO NACIONAL ITALIANA 
DA RENOVAÇÃO NO ESPÍRITO SANTO

4 de Abril de 1998

 

 

1. Saúdo-vos cordialmente, queridos responsáveis da Renovação no Espírito da Itália e, através de vós, saúdo todas as comunidades carismáticas italianas, dirigindo um pensamento afectuoso às que participarão no solene Congresso sobre o Espírito Santo, por vós organizado em Rimini de 30 de Abril a 3 de Maio próximos. 

Encontramo-nos no ano que, no âmbito da preparação para o Grande Jubileu, foi dedicado ao Espírito Santo, a fim de convidar os cristãos a redescobrir a presença e as obras maravilhosas do Espírito na história da salvação, na vida da Igreja, no mundo e na vida de cada discípulo de Cristo. Este é um ano que vós, membros da Renovação, sois chamados a viver com especial intensidade e empenho. 

O movimento carismático católico é um dos numerosos frutos do Concílio Vaticano II que, como um novo Pentecostes, suscitou na vida da Igreja um extraordinário florescimento de agregações e movimentos, particularmente sensíveis à acção do Espírito. Como não dar graças pelos preciosos frutos espirituais que a Renovação gerou na vida da Igreja e de tantas pessoas? Quantos fiéis leigos – homens e mulheres, jovens, adultos e anciãos – puderam experimentar na própria vida o maravilhoso poder do Espírito e dos seus dons! Quantas pessoas redescobriram a fé, o gosto da oração, a força e a beleza da Palavra de Deus, traduzindo tudo isto num generoso serviço à missão da Igreja! Quantas vidas mudaram de maneira radical! Por tudo isto hoje, juntamente convosco, desejo louvar e agradecer ao Espírito Santo. 

2. Sois um movimento eclesial. Portanto, na vossa vida devem encontrar expressão todos aqueles critérios de eclesialidade acerca dos quais escrevi na Christifideles laici (cf. n. 30), especialmente a fiel adesão ao Magistério eclesial, a filial obediência aos Pastores e o espírito de serviço em relação às Igrejas locais e paroquiais. 

A este propósito, tomei conhecimento de que recentemente o Conselho Permanente da Conferência Episcopal Italiana aprovou o Estatuto do vosso movimento e quis apresentar a Renovação como «experiência confortadora de vida cristã, merecedora de ser assinalada pela fervorosa animação de numerosas comunidades eclesiais». São palavras bastante eloquentes, que confirmam que escolhestes a vida da comunhão e da estreita colaboração com os Pastores. E, no mundo de hoje, confundido por um relativismo e um subjectivismo extremos, esta é a garantia mais sólida para permanecer fiéis à Verdade. 

Uma das tarefas mais urgentes da Igreja de hoje é a formação dos fiéis leigos. «A formação dos fiéis leigos tem como objectivo fundamental a descoberta cada vez mais clara da própria vocação e a disponibilidade cada vez maior para vivê-la no cumprimento da própria missão» (Ibidem, 58). 

Por conseguinte, ela deve ser uma das vossas prioridades. No mundo secularizado de hoje, que propõe modelos de vida sem valores espirituais, esta é uma tarefa urgente como nunca. A fé esmorece quando se limita ao costume, ao hábito, à experiência meramente emotiva. Ela deve ser cultivada, ajudada a crescer, tanto a nível pessoal como comunitário. Sei que a Renovação se prodigaliza para responder a esta necessidade, procurando formas e modalidades sempre novas e mais adequadas às exigências do homem de hoje. Agradeço-vos quanto fazeis e peço-vos que persevereis no vosso empenho. 

3. Queridos Irmãos e Irmãs, acolhei nos vossos corações o Espírito Santo com a mesma docilidade da Virgem Maria. Deixai-vos maravilhar sempre por Deus e evitai receber os seus dons de maneira trivial. Oxalá o Espírito, Mestre interior, vos conforte na fé e vos torne cada vez mais conformes com Cristo. Neste mundo, com frequência permeado de tristeza e de incerteza, tende a audácia de colaborar com o Espírito numa nova e grande efusão de amor e de esperança em toda a humanidade. 

Faço votos por que o vosso Congresso de Rimini, neste ano dedicado ao Espírito Santo, se torne pedra miliar do vosso caminho rumo ao Grande Jubileu do Ano 2000. O fogo do Espírito Santo se acenda no coração de quantos nele participarão! 

Termino com as palavras de São Paulo: «Este é o meu pedido: que o vosso amor cresça cada vez mais em perspicácia e sensibilidade em todas as coisas. Deste modo, podereis distinguir o que é melhor, e assim chegar íntegros e inocentes ao dia de Cristo. Estareis repletos dos frutos de justiça obtidos por meio de Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus» (Fl 1, 9-11). 

Espero todos vós na Praça de São Pedro no próximo dia 30 de Maio para o meu encontro com os movimentos eclesiais e as novas comunidades. Tenho a certeza de que não faltareis a um encontro tão significativo! 

A todos os membros da Renovação no Espírito da Itália a minha paterna e afectuosa Bênção.

 

 

top