The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II 
A UM GRUPO DE JOVENS FRANCESES 
DA ARQUIDIOCESE DE RUÃO

17 de Abril de 1998

 

 

Caros amigos 

1. O Bispo de Roma sente-se feliz ao acolher-vos na sua casa, por ocasião da vossa semana de oração e de reflexão. Saúdo-vos todos com muita cordialidade, e de modo particular D. Joseph Duval, Arcebispo de Ruão, que dirige a vossa peregrinação. 

Com a ajuda do Espírito Santo, quereis descobrir a Igreja de Deus que está em Roma, Igreja fundada pelos Apóstolos Pedro e Paulo. Ao colocardes-vos na esteira destas duas grandes testemunhas de Cristo, quisestes que a Igreja estivesse no centro da vossa busca espiritual. No prolongamento daquilo que os jovens do mundo inteiro viveram, no Verão passado em França, por ocasião das Jornadas Mundiais da Juventude, encorajo-vos vivamente a participar na edificação de comunidades cristãs fraternas e abertas aos outros. 

O tempo da Páscoa é o tempo favorável para redescobrir que o vosso baptismo vos faz participar da vida nova de Cristo, como membros activos da sua Igreja. O Ressuscitado convida todos vós a pôr-vos no Seu seguimento pelo caminho da santidade. Progredi com confiança pelos caminhos da vida, nos quais Ele vem ao vosso encontro, ao vos mostrardes assíduos na escuta da sua Palavra, fiéis à comunhão fraterna, à Eucaristia e à oração (cf. Act 3, 42)! Deste modo haveis de pôr em prática o compromisso do vosso baptismo. 

2. Neste ano consagrado ao Espírito Santo, muitos dentre vós receberão amanhã o sacramento da Confirmação. Seja ele para todos vós a ocasião de tomar uma consciência mais viva do lugar do Espírito na vida da Igreja e de cada cristão. É Ele que faz crescer na existência dos homens os gérmens da salvação definitiva que há-de vir no fim dos tempos. É ainda Ele que faz a unidade de todos, graças aos dons complementares concedidos a cada um, a qual constitui a riqueza da Igreja.

3. Ao longo deste tempo privilegiado de peregrinação, convido-vos a pedir ao Senhor que vos esclareça sobre a vossa própria vocação. Cada um de vós é chamado a encontrar o seu lugar na Igreja. Alguns são convidados por Cristo a segui-l'O de maneira mais particular, através do sacerdócio ministerial ou da vida consagrada. Não tenhais medo de Lhe responder com generosidade! Caros amigos, na oferta da vossa vida para o serviço de Deus e dos homens, encontrareis a felicidade e o desenvolvimento pleno de todo o vosso ser! 

4. Junto dos túmulos de Pedro e do Apóstolo das Gentes, que os vossos corações se abram também às dimensões da missão universal da Igreja. É para o meio do mundo que sois enviados a fim de viver o vosso baptismo, em todos reconhecendo irmãos e irmãs a serem amados. Como recordei muitas vezes seguindo o Concílio Vaticano II, a humanidade forma uma única família, e para a salvação de todos Deus enviou o seu Filho a partilhar a nossa existência. No momento em que celebramos a ressurreição do Senhor, que o Espírito Santo vos guie para fazer de vós testemunhas ardorosas da mensagem de salvação de Cristo sempre vivo! 

5. Caros amigos, confio-vos à intercessão materna de Maria, a quem gostamos de implorar sob o título de Mãe da Igreja: Ela vos ajude a reencontrar o seu Filho, para caminhardes no Seu seguimento! De todo o coração, dou-vos a Bênção Apostólica.

 

 

 

 

top