The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
AO CARDEAL CAMILLO RUINI PARA A ABERTURA
DA  «ORAÇÃO QUOTIDIANA PELA ITÁLIA»
EM LORETO

 

 

Ao Venerável Irmão Cardeal CAMILLO RUINI
Presidente da Conferência Episcopal Italiana

É com alegria que tomei conhecimento do facto que, a partir do próximo dia 8 de Setembro, Festa da Natividade da Bem-Aventurada Virgem Maria, se retomará a Oração Quotidiana pela Itália na Casa Santa de Loreto e será acendida a Lâmpada da Itália, que arderá como um símbolo da invocação do povo italiano.

A Grande Oração pela Itália teve início em 1994, quando a constante solicitude que nutro pela dilecta Nação italiana me impeliu a convidar a fazer elevar incessantemente a Deus uma oração na Igreja (cf. Act 12, 3), a fim de obter a graça da conversão dos corações, condição indispensável para construir uma convivência mais justa e solidária. No dia 10 de Dezembro desse mesmo ano, aos pés da Virgem de Loreto, em fraterna e intensa comunhão com os Bispos italianos, na presença de Autoridades do Estado, pude celebrar a fase conclusiva da resposta coral suscitada por esse apelo.

A nova e providencial iniciativa que, retomando aquele convite, se tornou a Oração Quotidiana pela Itália, prolonga a invocação de paz e constitui uma ulterior ocasião para se preparar para viver a graça do Jubileu, dirigindo o olhar, com renovado e filial amor, para Aquela que em todas as regiões da Península é venerada como refúgio seguro nos perigos e Mãe benévola diante das súplicas de quantos estão na prova (cf. Sub tuum praesidium, no Breviário Romano).

Enquanto a aproximação do terceiro milénio suscita inéditas expectativas e esperanças, olhamos para Maria, primeira discípula do Senhor e Mestra de sabedoria, que nos ajuda a ler as vicissitudes da história na total disponibilidade à Palavra do Senhor. Com o seu apoio materno, o povo italiano poderá assim mais facilmente discernir «os sinais dos tempos» e empenhar-se com coragem e perseverança na edificação de uma sociedade com feição e dimensão autenticamente humanas.

A Lâmpada da Itália, que todos os dias brilhará na Casa Santa, lugar que evoca o mistério do Verbo que Se fez carne, será símbolo da constante consagração à Mãe do Senhor por parte da comunidade italiana. Ela recordará, ao mesmo tempo, que é tarefa dos cristãos ser vigilantes das lanternas acesas (cf. Mt 25, 1-13) e perseverantes na oração e na fidelidade ao Evangelho, para iluminarem com a chama da Verdade e do amor de Cristo as várias realidades sociais, políticas, culturais e económicas da existência.

Enquanto formulo ardentes votos por que esta providencial iniciativa possa produzir os frutos esperados, exprimo viva satisfação e, espiritualmente unido a quantos se encontram reunidos no sagrado templo de Loreto, de bom grado concedo-lhe, Senhor Cardeal, a D. Ângelo Comastri, aos Bispos italianos e aos fiéis presentes no rito sagrado, uma especial Bênção Apostólica que de bom grado faço extensiva à inteira e amada Nação italiana.

Castel Gandolfo, 6 de Agosto de 1998.

 

 

 

top