The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II 
A UM GRUPO ECUMÉNICO DOS ESTADOS UNIDOS

Segunda-feira, 15 de Janeiro de 1999

 

Eminências
Dilectos Amigos 

No amor da Santíssima Trindade, dou-vos as boas-vindas com as palavras do Apóstolo Paulo: «A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós» (2 Cor 13, 13). Saúdo de modo particular Sua Eminência o Cardeal Francis George, Arcebispo de Chicago, e Sua Eminência o Metropolita Iakovos de Krinis, Bispo greco-ortodoxo de Chicago nos Estados Unidos da América. 

Estais a realizar uma peregrinação de fé - primeiro a Constantinopla, cidade santa pela memória do Apóstolo André, e agora a Roma, cidade sagrada pela memória dos Apóstolos Pedro e Paulo. A partir do Concílio Vaticano II, católicos e ortodoxos começaram a apreciar de maneira mais plena a unidade da nossa fé em Jesus Cristo. Passamos a compreender que «o Senhor concede redescobrir-mo-nos mais uma vez como "Igrejas irmãs"» (cf. Ut unum sint, 57). Os intercâmbios regulares entre as nossas duas Igrejas e o trabalho do diálogo teológico têm sido importantes neste processo; e as iniciativas conjuntas, tais como a vossa peregrinação, ajudam a fortalecer ulteriormente os vínculos da koinonia

Ao prepararmo-nos para celebrar o bimilenário do nascimento de nosso Senhor Jesus Cristo, torna-se mais premente o chamamento do Espírito Santo à comunhão. Superando os mal-entendidos do passado, olhamos com esperança para o futuro, quando o amor entre nós for perfeito e o mundo, consequentemente, souber que somos os discípulos de Cristo (cf. Jo 13, 35). Sobre todos vós invoco a protecção da Mãe de Deus e da numerosa plêiade de santos, os cidadãos da Cidade santa, a nova Jerusalém, que «não precisa do Sol nem da Lua para ficar iluminada, pois é iluminada pela glória de Deus, e a sua lâmpada é o Cordeiro» (Ap 21, 23).

Deus abençoe todos vós!

 

© Copyright 1999 - Libreria Editrice Vaticana

 

top