The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II 
À DELEGAÇÃO DA BULGÁRIA CHEFIADA
 PELO PRIMEIRO-MINISTRO

Segunda-feira, 24 de Maio de 1999

 

Senhor Primeiro-Ministro
Excelências 
Queridos Amigos 

É-me grato receber a vossa Delegação da Bulgária que, como todos os anos, vem a Roma para honrar os Santos Cirilo e Metódio, cuja memória está muito presente no vosso país e em toda essa região. 

Mediante a presença hodierna de Pastores católicos e ortodoxos, «vemos claramente que a herança dos dois irmãos de Salonica é e permanece... mais profunda e mais forte do que qualquer divisão» (Encíclica Slavorum apostoli, 25), manifestando que as duas tradições, ocidental e oriental, nasceram no seio da única Igreja de Cristo. Com efeito, os Santos Cirilo e Metódio contribuíram para confirmar e difundir a fé e a cultura cristãs no mundo eslavo; fielmente unidos ao Sucessor de Pedro, eles concederam a vários povos um rico património, que todos quiseram conservar com fervor ao longo dos séculos, de maneira especial graças à presença activa das correntes monásticas e da oração popular. Possa o culto dos Santos Cirilo e Metódio, aos quais manifestais profundo apego mediante a vossa presença em Roma, contribuir para enaltecer a fé do vosso povo, bem como a fraternidade em Cristo e a solidariedade pelos homens! 

Anunciando o Evangelho, os Santos irmãos souberam ser respeitosos dos autênticos valores humanos e morais e das diversidades culturais, deixando a cada povo a sua originalidade e abrindo o caminho para a unidade entre as diferentes culturas. Eles esforçaram-se por despertar nos seus contemporâneos a consciência de serem homens de abertura, hospitaleiros para com todos. Agindo assim, foram de alguma forma promotores de uma Europa unificada e de uma paz profunda entre todos os habitantes do continente, proporcionando os fundamentos de uma nova arte de viver em conjunto, no respeito das diferenças, que não obstam minimamente a unidade. Formulo votos por que estes grandes Santos da vossa terra sejam modelos de vida humana e cristã para todos os búlgaros, chamados a empenhar-se cada vez mais, juntamente com os seus irmãos dessa região, na vereda da paz e da reconciliação, oferecendo assim um notável contributo para a construção da Europa das Nações. 

No termo do nosso encontro, agradeço-vos profundamente a vossa amável visita; faço ardentes votos à vossa Delegação, através da qual dirijo as minhas cordiais saudações às Autoridades e ao povo da Bulgária, assegurando-lhes a fervorosa oração do Bispo de Roma. Enquanto confio todos vós à intercessão dos Santos Cirilo e Metódio, peço ao Senhor que vos conceda os benefícios das suas Bênçãos.

 

© Copyright 1999 - Libreria Editrice Vaticana

 

top