The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS PARTICIPANTES NO "ENCONTRO DOS JOVENS
RUMO AO JUBILEU"

 

Caríssimos Jovens!

1. Chegue a minha saudação cordial a vós, participantes no Encontro dos jovens rumo ao Jubileu, que nestes dias se realiza em São Remo. Saúdo o venerado Irmão Giacomo Barabino, Bispo de Ventimiglia-São Remo, assim como todos os Organizadores deste vosso Encontro. O meu pensamento estende-se também aos Membros da Associação O meu Deus canta jovem, aos Autores-Cantores-Intérpretes de Música e Vida e de Magnificat, à Associação evangélica de música cristã Musictus.

O tema do vosso Encontro é singular:  "Jovens 2000 deixai-nos nascer". Com esta manifestação quereis oferecer aos vossos coetâneos uma mensagem de esperança, propondo uma corajosa visão cristã da realidade. Em síntese, vós jovens quereis ser apóstolos do Evangelho entre os jovens do nosso tempo.

2. Este Encontro, que quisestes em preparação para o Grande Jubileu, exprime bem uma característica especial da juventude de hoje, isto é, a abertura à grande diversidade cultural do mundo actual. Para serdes capazes de cumprir esta importante missão, deveis estar abertos antes de tudo a Cristo, que com amor vos interpela e vos pede que acolhais a sua palavra. Estai certos disto. Ele não vos desiludirá! Quem O encontra, não tem medo de abraçar com coragem as exigências do seu Evangelho! Quem O ama, descobre que a vida cristã é dom de Deus, que ama cada um pessoalmente e a todos deseja confiar uma missão.

Caros jovens, imagino que, como todos os vossos coetâneos, também vós estais em busca daquilo que é importante e central na existência; procurais algo e alguém com quem contar totalmente.

Permiti-me dizer-vos que entendo as vossas aspirações e as dificuldades que encontrais. Ao contrário das gerações que vos precederam, em especial daquelas que conheceram na sua juventude as dificuldades conexas com a guerra mundial e com outros conflitos, a maior parte de vós pôde crescer num clima de paz, de liberdade e de segurança. Sabeis, porém, por experiência que o bem-estar material não produz automaticamente felicidade e serenidade. Nem basta a liberdade garantida pela lei para se sentir livre dentro, no íntimo do coração. A liberdade da escravidão das paixões brota da força regeneradora da Graça.

O ser humano tem necessidade de Cristo. Só no encontro com Ele encontra a verdade plena sobre si mesmo. Seguir Jesus - bem o sabeis - requer generosidade e audácia. Mas é seguindo os seus passos que se alcança a plena realização de si mesmo e a verdadeira liberdade. A isto aludem as próprias canções religiosas apresentadas em São Remo nesta jubilosa circunstância.

3. Caros jovens amigos, com o apoio da graça do Senhor sabei estar à altura da vossa dignidade de ressuscitados em Cristo. Abri-vos à alegria do Senhor! Sois chamados a cantar a festa da vida, da liberdade, da reconciliação; estais destinados a caminhar pelas vias da fraternidade e do amor.

Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, vos proteja e vos assista em todo o momento. Estes, caros jovens, são os votos cordiais que desejo dirigir a cada um de vós, assim como a todos os vossos entes queridos. Acompanho estes votos com uma especial Bênção, que de bom grado vos envio como sinal da minha proximidade espiritual e do meu afecto.

Vaticano, 21 de Novembro de 1999.

PAPA JOÃO PAULO II

 

© Copyright 1999 - Libreria Editrice Vaticana 

top