The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II 
AO  PATRIACA DE VENEZA POR OCASIÃO DO
CENTENÁRIO DA COROAÇÃO DA IMAGEM DE
NOSSA SENHORA DO MONTE BÉRICO 

   

Ao venerado Irmão
Cardeal MARCO CÉ
Patriarca de Veneza

1. "A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor  de  Deus  e  a  comunicação  do Espírito  Santo  sejam  com  todos  vós" (2 Cor 13, 13)!

Com estas palavras do apóstolo Paulo dirijo-lhe a minha cordial saudação, Senhor Cardeal, bem como aos venerados Arcebispos e Bispos da Região eclesiástica véneta, aos sacerdotes, aos religiosos, às religiosas e aos fiéis, reunidos no Monte Bérico para celebrar o centenário da coroação de Maria, Mãe de misericórdia. A essa venerada Imagem, desde o início do século XV, não cessam de se dirigir confiantes multidões de devotos em busca de protecção e de paz.

No início da minha Visita Pastoral à cidade de Vicência, de 7 a 8 de Setembro de 1991, também eu tive a alegria de me dirigir em peregrinação ao Santuário do Monte Bérico, para venerar a Virgem Santa e lhe pedir que abençoasse as populações vénetas e se mostrasse Mãe terna e previdente daquele que sofre e anela à justiça e à paz. Conservo ainda viva e grata recordação dos intensos momentos de oração vividos aos seus pés, assim como da grande piedade popular  que  caracteriza  a  vida  do Santuário.

2. Hoje, o meu pensamento dirige-se espontaneamente ao dia 25 de Agosto de 1900, quando o Cardeal Giuseppe Sarto, Patriarca de Veneza, juntamente com os Bispos da Região conciliar subiu ao Monte Bérico para coroar, entre a exultação do povo fiel, a imagem de Maria, Mãe de misericórdia. Aquele que, três anos depois, a Providência chamaria a ser Sumo Pontífice com o nome de Pio X, e que hoje é venerado como Santo da Igreja universal, depositou com grande piedade e confiança aos pés da Mãe do Senhor as alegrias, as esperanças e as misérias do seu povo e entregou "como que em depósito a Coroa áurea ornada de pedras preciosas... à religiosa custódia dos Padres Servos de Maria".

Aquela solene celebração vinha selar e enriquecer, com uma nova demonstração de amor, a oração incessante que desde há séculos se eleva à Mãe do Senhor na Basílica do Monte Bérico, providencial farol de espiritualidade mariana, onde inúmeras pessoas iniciaram ou incrementaram a peregrinação interior que conduz o crente aos vértices espirituais da santidade. Neste tempo experimenta-se, como tive ocasião de dizer durante a minha peregrinação apostólica na terra vicentina, que a oração mariana é escola de comunhão eclesial, na escuta d'Aquela que ocupa na Igreja o lugar mais alto e mais próximo de Cristo. Maria é para todos nós modelo de caridade operosa, pois ao abraçar com toda a alma e sem qualquer peso de pecado a vontade salvífica de Deus, consagrou-se totalmente à pessoa e à obra do Filho, contribuindo, subordinada a Ele e juntamente com Ele, para o mistério da redenção (cf. Insegnamenti di Giovanni Paolo II, XIV/2, pág. 501).

3. À distância de um século desde a solene Coroação, as Igrejas da Região Eclesiástica Véneta renovam, por intermédio dos respectivos Pastores e na presença das Autoridades e de uma multidão de fiéis, a profissão de fé na divina Trindade, empenhando-se em viver, como momento significativo do Grande Jubileu do Ano 2000, esta hora de alegria serena à volta da Mãe de Deus. A Ela, "imagem e início da Igreja, à qual permanece unida de maneira vital pela sua comunhão com o Redentor" (Ibid.), eles confiam-se no início do terceiro milénio cristão, para que Deus conceda a toda a Comunidade cristã um renovado tempo do Espírito. Para Ela os crentes olham com reconhecimento pelo dom da fé límpida e profunda, que Ela continua a suscitar maternalmente entre os seus filhos, e com a consciência de que "não se pode... pensar em viver a verdadeira devoção a Nossa Senhora, se não se está em plena sintonia com a Igreja... à qual compete a tarefa de verificar a legitimidade das várias formas de religiosidade" (Ibid.).

A Maria, Mãe de misericórdia, que do Monte Bérico protege sob o seu manto todos os filhos nas provações pessoais e comunitárias, também nos tempos mais difíceis e conturbados da história, o povo véneto sempre pediu que Ela se mostrasse terna e amorosa, e d'Ela recebeu ajuda e protecção. A sua presença de paz, de modo particular nas hodiernas e mudadas situações de bem-estar social e económico, constitui para os crentes um convite a serem sempre mais dignos do seu amor, professando com coragem a fé em Cristo. Mãe da Vida, Maria exorta todo o fiel a acolher com admiração e reconhecimento o dom da vida, desde a  concepção  até  ao  ocaso  natural. Além  disso,  Maria  pede  a  cada  um que seja compassivo para com todos os que batem às portas da própria casa, porque necessitados de perdão e de reconciliação, de apoio e de solidariedade fraterna.

4. Dirijamo-nos com confiança à Mãe da Misericórdia divina! Que a celebração do centenário da coroação de Nossa Senhora do Monte Bérico constitua a ocasião propícia para um mais generoso anúncio do Evangelho! A mensagem de Cristo, que em tempos distantes se irradiou de Aquileia, Ádria e Concórdia e das antigas cidades romanas de Pádua e Verona e jamais teve interrupção, possa agora conhecer um renovado impulso em toda a Comunidade do Véneto.

"Maria, Mãe do Senhor, que desse Santuário tens sido modelo e sustento de inúmeros sacerdotes, religiosos e leigos, que foram para os mais longínquos recantos do mundo a fim de anunciar e testemunhar a Verdade revelada, continua a suscitar generosos operadores da verdade e da caridade; estimula no coração de todos a pronta disponibilidade ao chamamento divino; dá aos jovens das Igrejas do Véneto um novo ardor missionário.

À tua protecção celestial confio os Pastores, as Comunidades religiosas, os missionários e os catequistas, assim como os doentes, os anciãos, os portadores de deficiência, os jovens, as famílias, de modo particular aquelas que estão a viver  momentos  de  sofrimento  e  de dificuldade.
A Ti, Virgem Santa, invoco a graça de um profundo fervor apostólico e da plena comunhão para todos os fiéis das Igrejas do Véneto. A Ti, Nossa Senhora do Monte Bérico, recomendo a amada Nação italiana, para que viva na prosperidade e na paz e saiba ser instrumento de duradoura concórdia entre os povos.

Maria, Mãe de misericórdia, sê para nós sustento no caminho rumo à Pátria celeste!".

Ao desejar copiosos frutos espirituais à celebração centenária, de bom grado concedo-lhe, Senhor Cardeal, aos Arcebispos e Bispos do Véneto, ao clero, aos religiosos, às religiosas e aos leigos da Região uma especial Bênção Apostólica, confiando a sua eficácia à intercessão da celeste Mãe do Redentor.

Castel Gandolfo, 22 de Agosto de 2000.

top