The Holy See
back up
Search
riga

SAUDAÇÃO DE JOÃO PAULO II
À PEREGRINAÇÃO DA ARQUIDIOCESE DE COLÓNIA 

 Segunda-feira, 18 de Setembro de 2000 
    

Senhor Cardeal
Venerados Irmãos no Episcopado
Queridos Irmãos e Irmãs!

1. Depois de terdes celebrado juntamente com o vosso Cardeal Arcebispo a Eucaristia junto do túmulo do Príncipe dos Apóstolos, na Basílica de São Pedro, a pedra sobre a qual está edificada a Igreja de Deus, desejastes encontrar o Sucessor de Pedro. Sede pois bem-vindos! Saúdo em particular o Arcebispo de Colónia, Cardeal Joachim Meisner, que vos acompanhou na vossa peregrinação a Roma juntamente com um grupo de Bispos.

2. Hoje, antes da Santa Missa, entrastes muito conscientes na Basílica de São Pedro. Atravessastes a Porta Santa que durante o Jubileu do Ano 2000 permanece aberta. A Porta Santa é a imagem de Cristo, que disse de Si:  "Eu sou a porta". A vossa festiva procissão deveria ser não apenas um rito exterior, mas também o sinal de uma opção interior. De facto, Cristo é exigente, chama os homens a decidir. Com razão, Ele prometeu aos seus:  "Se alguém entrar por Mim, salvar-se-á; entrará e sairá e achará pastagens" (Jo 10.9).

Hoje, as pessoas encontram-se diante de numerosas portas abertas. Precisamente para os jovens é difícil escolher, entre tantas portas, aquela que confere à vida sentido e veracidade. Não é fácil rejeitar alguns prazeres exteriores e imergir-se na alegria interior, profunda e silenciosa. De igual modo a porta da vida é, sem dúvida, exigente. Quem quiser atravessá-la, deve fazer-se pequenino de maneira que Cristo possa crescer nele. Deve deixar para trás de si aquilo que é supérfluo e marginal, a fim de que Cristo possa ganhar espaço.

3. Alegro-me por que ao atravessardes a Porta Santa quisestes demonstrar:  estamos decididos a cruzar o limiar do terceiro milénio com Jesus Cristo. Ao mesmo tempo, convido-vos a orar precisamente pelos jovens que, nestes anos tão importantes para eles, devem tomar decisões para a vida. O Espírito Santo dá-lhes a criatividade, a força e a coragem para escolherem a via através da porta estreita, apesar das dificuldades (cf. Mt 10,10).

A experiência desta peregrinação vos revigore pessoalmente, de maneira a poderdes anunciar o vosso amor a partir do horizonte que Cristo abriu para nós homens, há dois mil anos:  "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10, 10).

A vós e a toda a vossa família diocesana concedo de coração a minha Bênção Apostólica.

 

top