The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO SANTO PADRE
A VÁRIOS GRUPOS DE  PEREGRINOS JUBILARES

Sábado, 21 de Outubro de 2000

 
 

Caríssimos Irmãos e Irmãs

Aos peregrinos do Vicariato diocesano de Bolonha

1. Tenho a alegria de vos dar as boas-vindas a esta Audiência jubilar, na vigília do Dia Missionário Mundial. Também nesta circunstância é reproposto à nossa reflexão o grande mistério da encarnação do Verbo divino, ocorrida há dois mil anos no seio de Maria. Portanto, este encontro constitui uma ocasião mais favorável do que nunca para tomar maior consciência da urgência de levar ao terceiro milénio o grande anúncio da salvação, que Deus ofereceu à humanidade.

Neste clima de festa e de compromisso missionário, saúdo todos vós, vindos a Roma em peregrinação jubilar, a começar pelo Grupo de peregrinos do Vicariato diocesano de Bolonha Norte, guiado pelo Bispo Auxiliar D. Ernesto Vecchi, a quem agradeço a homenagem a mim dirigida em nome de todos. Caríssimos, recordo sempre com prazer a Visita à vossa Cidade, há três anos, por ocasião do solene encerramento do Congresso Eucarístico Nacional. Fui precisamente ao território do vosso Vicariato. Recordo a grande Vigília de oração e a sucessiva solene Celebração Eucarística conclusiva. Conservai sempre viva na alma a memória daquele evento eclesial, que foi um momento importante no caminho de preparação para o Grande Jubileu. No "centro" do Jubileu está, de facto, Jesus eucarístico, fonte e ápice de toda a evangelização. É d'Ele que podereis haurir constantemente energia e coragem para a missão a que Deus vos chama.

Sei que recentemente as relíquias do vosso Padroeiro, o santo Bispo Petrónio, foram transladadas para a Basílica a ele dedicada. Congratulo-me convosco por isto e faço votos por que também essa significativa celebração vos ajude a manter viva a consciência da vossa identidade "petroniana". Nossa Senhora de São Lucas, tão querida aos bolonheses, e São Petrónio, vosso especial protector, vos sustentem neste renovado caminho de vida e de testemunho cristão.

Aos romeiros da Diocese de Palestrina

2. O meu afectuoso pensamento dirige-se agora aos fiéis provenientes da Diocese de Palestrina, presentes nesta Audiência juntamente com o seu Pastor, D. Eduardo Davino, que interpretou com entusiasmo os sentimentos de todos. Caríssimos, a peregrinação aos Túmulos dos Apóstolos representa um forte convite a fazer a experiência do perdão, da reconciliação e da renovação de vida. Trata-se de um apelo a recomeçar, cada dia, o caminho de fé e de participação na vida da comunidade cristã. Esse empenho a recomeçar deve, obviamente, ser entendido não numa ordem por assim dizer cronológica, mas antes em sentido espiritual. Encorajo-vos a perseverar.

Faço votos para que a celebração do Ano Santo e, em particular, a visita à Sé de Pedro e a passagem pela Porta Santa, façam aumentar em todos vós o desejo de autêntica conversão, para iniciardes um mais intenso e generoso caminho de abertura à graça divina e de testemunho dos valores evangélicos.

Aos fiéis da Diocese de Crema

3. Dirijo-me agora a vós, caríssimos fiéis provenientes da Diocese de Crema, juntamente com o vosso Bispo, D. Angelo Paravisi, para quem vai o meu reconhecimento pelos sentimentos expressos em nome de todos. Este encontro faz-me recordar o caloroso acolhimento que a vossa Comunidade me reservou por ocasião da Visita pastoral, que pude realizar a Crema em Junho de 1992. Sei que vos preparastes para este encontro com o Sínodo diocesano e com as várias etapas, que progressivamente marcaram o caminho pastoral da vossa Diocese nestes últimos anos.
Exorto-vos a prosseguir com renovado entusiasmo no vosso esforço de fidelidade ao Evangelho. Hauri luz e força do sugestivo episódio evangélico dos discípulos de Emaús, no qual se inspira o vosso itinerário pastoral. A fascinante descoberta da presença viva do Senhor ressuscitado, através da escuta da sua palavra e da "fracção do Pão", vos incentive a aprofundar a comunhão e a colaboração pastoral dentro das vossas Comunidades e renove o vosso impulso ao fazerdes-vos anunciadores do Evangelho da salvação.

A vários grupos paroquiais

4. Uma saudação afectuosa vai depois para o numeroso grupo de peregrinos das paróquias de São Tamaro, São Vito, Santa Catarina, Nossa Senhora do Bom Conselho em Grumo Nevano, da Diocese de Aversa, de onde provém o caro D. Crescenzio Sepe, Secretário do Comité para o Grande Jubileu do Ano Santo 2000, que oportunamente se fez intérprete dos sentimentos dos conterrâneos. Caríssimos Irmãos e Irmãs, a hodierna celebração junto da Cátedra de Pedro vos fortaleça no vosso caminho pessoal e eclesial rumo a uma fé sempre mais sólida e amadurecida, que continue a traduzir-se em iniciativas de caridade ao serviço dos irmãos.

Sede conscientes do vosso papel no seio de uma Comunidade cristã que vive intensamente a própria condição ministerial em relação ao mundo, ao qual sente o dever de apresentar o Evangelho de modo credível.

À Federação Italiana das Associações de Doadores de Sangue

5. O meu cordial pensamento dirige-se, além disso, aos numerosos membros da Federação Italiana das Associações de Doadores de Sangue, acompanhados pelo Bispo Auxiliar de Roma D. Armando Brambilla, que se fez intérprete dos sentimentos de cada um. Caríssimos, a doação de sangue é um grande gesto de solidariedade, que chega a envolver os aspectos mais profundos da personalidade humana, empenhando-a em viver a espiritualidade do dom. Enquanto exprimo vivo apreço pelo significativo testemunho de sensibilidade oferecido pelas vossas beneméritas associações, exorto-vos a enriquecer as suas várias actividades sociais e no campo da saúde, com uma sólida formação espiritual, a fim de serem sempre capazes de prestar serviço à vida do melhor modo possível.

A alguns jovens húngaros

6. Saúdo com muito afecto os jovens húngaros, estudantes do Liceu dos Cistercienses em Pécs. Esse encontro seja para vós fonte de graça divina.
Louvado seja Jesus Cristo!

A vários grupos de peregrinos

7. Enfim, dirijo afectuosas boas-vindas aos outros grupos de peregrinos. Em particular, aos membros da Associação Nacional dos Bombeiros na reserva, da Associação dos Campistas Itinerantes, da Associação das Recordações Históricas da Região das Marcas, dos "Lions Clubs" de Caserta; aos participantes no Congresso promovido pelo Instituto da Caridade e aos Frades Capuchinhos da Província religiosa da Úmbria. Chegue a todos a minha afectuosa saudação, juntamente com os votos de uma intensa e frutuosa celebração jubilar.
Ao invocar a protecção materna de Maria, Estrela da Evangelização e Rainha das Missões, abençoo de coração cada um de vós e também as vossas famílias, comunidades e associações.

 

top