The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO SANTO PADRE
 AOS BISPOS DA TERRA SANTA

 

 


A Sua Beatitude Michel SABBAH
Patriarca latino de Jerusalém
Presidente da Assembleia dos Ordinários católicos da Terra Santa

As dificuldades que as populações da Terra Santa têm conhecido nestes dias são para mim uma ocasião de grande sofrimento e quereria exprimir a cada um, sem excepção, toda a minha viva solidariedade.

A passagem brutal da negociação à confrontação representa, sem dúvida alguma, um fracasso na questão da paz, mas ninguém se deve resignar ao fatalismo:  os povos israelense e palestino são chamados pela geografia e pela história a viver em conjunto.

Não poderão fazê-lo de forma específica e duradoura se não forem assegurados os direitos fundamentais de todos:  o povo israelense e o povo palestino têm o direito de viver na sua terra, com dignidade e segurança.

Só o retorno à mesa das negociações no mesmo pé de igualdade, no respeito pelo direito internacional, poderá abrir um futuro de fraternidade e de paz a quem vive nesta terra abençoada.
Lembrando a minha peregrinação à sua terra, há alguns meses, penso com emoção em todos estes lugares que falam da história de Deus com o homem e que são um apelo à colaboração para que, nunca mais, a violência, o ódio ou a desconfiança desfigurem esta parte do mundo.

Encorajo-vos, Bispos católicos da Terra Santa, assim como todos os responsáveis das comunidades cristãs, a renovar os esforços para que o respeito mútuo, na humildade e na confiança, inspire as relações entre todos.

Faço também um apelo a todos os que têm a missão de orientar os fiéis do Judaísmo e do Islão, a fim de que busquem na sua fé todas as energias necessárias para que a paz interna e externa a que os povos aspiram se torne realidade.

Convido a comunidade internacional a prosseguir os seus esforços, a fim de ajudar uns e outros a encontrar soluções que lhes garantam a segurança desejada e uma justa tranquilidade, prerrogativas de qualquer nação e condições de vida e de progresso para toda a sociedade.

Enquanto invoco sobre todos os homens de boa vontade a Bênção de Deus todo-poderoso, que anuncia a paz ao seu povo e aos seus fiéis, a quem põe n'Ele a sua esperança, (cf. Sl 85, 9), dirijo igualmente a Vossa Beatitude e aos seus Irmãos no Episcopado, assim como a todos os fiéis confiados aos seus cuidados, uma afectuosa Bênção Apostólica.

Vaticano, 6 de Novembro de 2000.

 

 

 

top