The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA AOS
 LEGIONÁRIOS DE CRISTO E AOS
 MEMBROS DO MOVIMENTO
"REGNUM CHRISTI"

Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2001

 


Caríssimos Legionários de Cristo
Estimados Membros do Movimento
Regnum Christi

1. Estou imensamente feliz por vos dirigir a minha saudação, por ocasião da vossa peregrinação jubilar a Roma, durante a qual celebrais o 60º aniversário de Fundação. Provindes de diversas nações do mundo:  saúdo cada um e todos vós, formulando votos para que esta celebração constitua uma ajuda sólida e vigorosa para a vossa fé no Senhor Jesus e para a vossa decisão de testemunhá-lo diante dos irmãos.

Saúdo com particular afecto o vosso caríssimo Fundador, Padre Marcial Maciel, a quem dirijo sinceras felicitações por este significativo encontro, agradecendo-lhe cordialmente as palavras que, em nome de todos, quis dirigir-me. Apreciei de maneira particular a confirmação que ele expressou acerca da fidelidade ao Sucessor de Pedro, fidelidade esta que é uma das vossas características. Mediante a comunhão com o Papa dais testemunho da vossa plena inserção no mistério da unidade da Igreja.

2. Durante estes dias, quisestes agradecer a Deus todos os bens que Ele derramou sobre a vossa Família espiritual. Com um olhar retrospectivo, remontando ao dia 3 de Janeiro de 1941, quando esta obra surgiu em primeiro lugar na Cidade do México, destes-vos conta de que esta pequena semente, que o Semeador divino quis lançar na terra de alguns corações jovens, é agora uma árvore frondosa (cf. Mt 13, 32), que recebe no seu seio numerosos presbíteros, consagrados e leigos, cujo ideal consiste em entregar a sua própria vida para a difusão do Reino de Cristo no mundo.

Viestes a Roma no marco do ano jubilar, para renovar a vossa fé em Jesus Cristo. O carácter cristocêntrico da vossa espiritualidade ajuda-vos a penetrar mais profundamente no sentido deste Jubileu, que propôs à nossa meditação o mistério da Encarnação e a pessoa de Jesus Cristo, o mesmo ontem, hoje e sempre (cf. Hb 13, 8). O vosso ideal apostólico é anunciar Cristo ao mundo de hoje, nas diferentes camadas da sociedade. Porém, para pregar Cristo é necessário ter, como São Paulo tinha, uma profunda experiência do seu Amor, de maneira a poder dizer juntamente com ele:  "Esta vida que agora vivo, vivo-a pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim" (Gl 2, 20). Exorto-vos, como indica o vosso lema:  "Venha a nós o vosso Reino!", a fim de que nunca desfaleça em vós a convicção de trabalhar incansavelmente para que o Reino de amor, de graça, de justiça e de paz se torne uma realidade nas pessoas e na sociedade em geral. Oxalá um dos principais frutos desta intensa experiência espiritual em Roma seja a renovação na vossa alma do amor sincero a Jesus Cristo, de tal maneira que possais tornar outros homens e mulheres partícipes da felicidade desta singular amizade com Ele.

3. A fé na pessoa de Jesus Cristo conduz-vos a amar apaixonadamente a Igreja, sacramento universal de salvação e continuadora da sua obra ao longo da história. Por isso, desejais alimentar o vosso carisma espiritual e apostólico da rica linfa de vida que flui no seu Corpo, vivendo um singular espírito de comunhão eclesial com o Sucessor de Pedro e os demais Pastores das Igrejas particulares. Continuai a difundir, como tendes feito até ao presente, e inclusivamente com renovado zelo, o Magistério e a doutrina da Igreja, tanto através das numerosas iniciativas que, com esta finalidade, nasceram entre vós nestes sessenta anos de vida, como mediante muitas outras que o vosso ardor apostólico tiver a audácia de suscitar para o bem das almas.

4. Uma das características espirituais mais importantes do vosso serviço à Igreja é o compromisso no espírito da autêntica caridade evangélica. Durante a última Ceia, o Senhor afirmou claramente e para sempre que o amor fraterno haveria de constituir uma característica distintiva de todos os seus seguidores:  "Se tiverdes amor uns para com os outros, todos reconhecerão que sois meus discípulos" (Jo 13, 35). Desejastes enfrentar este desafio evangélico, dando especial ênfase ao afecto fraterno nos vossos relacionamentos interpessoais e fomentando o espírito de caridade com pensamentos e palavras, calando-vos diante dos erros dos outros e evidenciando unicamente as suas obras positivas e úteis. O Senhor vos preserve neste espírito, ajudando-vos a dar testemunho, de todas as formas, da caridade cristã que São Paulo descreveu com tanta mestria no célebre hino à caridade, contido na primeira Carta aos Coríntios (cf. 13, 4-8).

Outra característica que distingue o vosso carisma é o ardor apostólico. E demonstrai-lo nas inúmeras obras que empreendestes, de forma especial nos campos da educação, da evangelização, das comunicações sociais, da difusão do ensinamento social da Igreja, da promoção cultural e humana dos indivíduos mais desventurados, e ainda da formação dos sacerdotes diocesanos.

Em tudo isto, procurais seguir a orientação do Espírito Santo, que renova constantemente a face da Igreja com dádivas e carismas que a enriquecem e revigoram. Num mundo secularizado como o nosso, edificado em boa parte sobre o desprezo das verdades e dos valores fundamentais, a fé de muitos dos nossos irmãos e irmãs é dolorosamente provada. Por este motivo, hoje mais do que nunca é necessária uma confiante proclamação do Evangelho que, abandonando todos os temores paralisantes, anuncie com profundidade intelectual e com coragem a verdade acerca de Deus, do homem e do mundo. A vós, Legionários de Cristo e Membros do Regnum Christi, reitero as palavras de Santa Catarina de Sena, que tive a oportunidade de propor aos jovens por ocasião do último Dia Mundial da Juventude:  "Se fordes aquilo que deveis ser, ateareis fogo ao mundo inteiro!".

5. Abri as portas da vossa alma com generosidade a este convite. Dirijo-me em particular àqueles que Cristo chama a segui-lo com abnegação total no sacerdócio e na vida consagrada. A Virgem Santíssima, cheia do Espírito Santo e peregrina na fé, vos ajude a realizar os vossos propósitos.
Ao regressardes às vossas casas, às ocupações quotidianas, sabei que o Papa está próximo de vós e reza por vós, a fim de que sejais fiéis à vocação cristã e ao vosso carisma específico. O Espírito Santo dilate os vossos corações, transformando-vos em corajosos mensageiros do Evangelho e em testemunhas de Cristo ressuscitado, Redentor e Salvador do mundo.

É com afecto que concedo a Bênção a todos vós!

 

 

top