The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO SANTO PADRE
ÀS PARTICIPANTES NO CAPÍTULO GERAL DO
 INSTITUTO DA PIA SOCIEDADE DAS FILHAS DE SÃO PAULO

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2001

 


Caríssimas Filhas de São Paulo

1. É com alegria que vos saúdo a todas vós, que vos reunistes em Ariccia para celebrar o Capítulo Geral do vosso Instituto. Trata-se de um importante encontro de "família", que desejais que seja rico de comunhão e de esperança. Graças à presença de delegadas provenientes dos cinco continentes, ele põe em evidência o rosto já "universal" da vossa Congregação.

Em primeiro lugar, apresento a minha respeitosa saudação à Superiora-Geral, Ir. Giovannamaria Carrara, e às suas directas colaboradoras. Depois, saúdo cada uma das Irmãs capitulares e, através delas, todas as Filhas de São Paulo, espalhadas em 50 nações do mundo.

Desejo expressar-vos o meu profundo reconhecimento pela caridade concreta que alimentais pela Igreja e pelo compromisso com que vos esforçais para reviver o espírito do Apóstolo Paulo no anúncio do Evangelho, no contexto do vasto e complicado "areópago", constituído hoje pelos meios de comuicação social.

2. Acabastes de comemorar a singular noite do início do século XX, em que o então  jovem  Padre  Alberione,  em oração diante de Jesus-Eucaristia na Catedral de Alba, recebeu a iluminação que em seguida teria caracterizado toda a sua  existência  de  apóstolo  e  de  evangelizador.

Ele mesmo recordava com emoção esta experiência, quando uma luz misteriosa se desprendeu da Hóstia sagrada, facilitando a sua aceitação do convite de Jesus:  "Venite ad me omnes!" (cf. Mt 11, 28). Nessa noite, ele teve a impressão de poder compreender melhor os desejos do Papa e as exortações da Igreja acerca da missão autêntica do Sacerdote. Reconheceu com clarividência as exigências que derivam do dever que os cristãos têm de ser evangelizadores e entendeu que eles deviam aprender a utilizar os mesmos instrumentos que os adversários da fé usavam com frequência de maneira mais astuta e empreendedora. Então, sentiu-se como que impelido a preparar-se para realizar algo de novo ao serviço do Senhor no campo apostólico. Conhecia os seus próprios limites mas, ao mesmo tempo, sentia que as palavras do Mestre divino o tranquilizavam:  "Vobiscum sum usque ad consummationem soeculi" (Mt 28, 20).

Contemplando a Eucaristia, compreendeu plenamente que, no Santíssimo Sacramento, Jesus está sempre connosco. N'Ele encontramos a luz, o alimento e o conforto para vencer o mal e realizar o bem.

3. Através do Capítulo Geral, desejais regressar espiritualmente àqueles momentos de graça. O próprio tema da Assembleia capitular está em sintonia com aquilo que o Fundador viveu nessa momorável noite de oração:  "Da Eucaristia à missão. Em conjunto, para comunicar o Evangelho nos dias de hoje". Trata-se de um tema que vos conduz até às raízes da vossa vocação e abre o espírito para as exigências da vossa missão ao serviço da nova evangelização. O Senhor atrai-vos para junto de si:  "Vinde a mim, todos vós... ", para depois vos confiar um mandato missionário específico:  "Ide para junto de cada um dos povos!".

Ide "juntos"! É assim que Ele vos repete durante os trabalhos capitulares. Parti com confiança, porque o vosso sustentáculo é a Eucaristia, manancial de vida renovada, onde podeis haurir a luz, a força e a graça necessárias para a vossa tarefa missionária. Deste mistério imenso podereis obter o ardor e o entusiasmo para anunciar a esperança que não desilude (cf. Fl 1, 20) aos homens do  nosso  tempo,  mediante  o  uso  de instrumentos cada vez mais rápidos e eficazes.

4. Compreendendo com clareza a urgência que caracteriza a vossa missão, o Padre Alberione imaginava-vos como "apóstolas que ardem de amor a Deus pela íntima vida espiritual"; ele desejava ver-vos sempre "a caminho", como "portadoras de Cristo e membros vivos e activos da Igreja".

Através do testemunho da sua vida, deixou-vos uma herança espiritual que se resume muito bem nestas suas palavras:  "Estais assentes sobre a Hóstia. Chamai-vos umas às outras sempre "Paulinas":  Jesus conquistou Paulo, e Paulo, enxertado em Cristo, produziu os frutos de Cristo... " (Exercícios e meditações, Estados Unidos da América 1952, pág. 168).

Todavia, para vos tornardes verdadeiras apóstolas de Cristo, é necessário que conserveis o vosso olhar fixo no seu rosto (cf. Hb 12, 2). Cristo represente o centro da vossa existência e da vossa missão. Orientai-vos para a santidade! Se, como aconteceu com os discípulos, vos cansardes sem obter qualquer êxito (cf. Lc 5, 4-6), transformai esta experiência aparentemente frustrante numa preciosa ocasião de oração e de amadurecimento espiritual. Na época actual os desafios são inúmeros, e os meios à disposição para os enfrentar, nem sempre parecem ser adequados. Porém, os problemas e os obstáculos não constituam uma causa de desânimo mas, pelo contrário, levem-vos a abrir o vosso coração para a graça divina a fim de que, fortalecidas pela palavra de Cristo, possais espalhar com a vossa presença e a vossa acção a alegria e a novidade do Evangelho.

4. Caríssimas Filhas de São Paulo! Estou-vos grato pelo serviço que prestais à Igreja, num campo missionário complexo e vasto como é o âmbito dos instrumentos de comunicação social. Nesta época, caracterizada pela comunicação global, é preciso fazer ressoar com vigor a mensagem da salvação. Para cumprir esta tarefa, é mais necessária do que nunca a presença de agentes competentes que sejam, ao mesmo tempo, testemunhas convictas e credíveis de Cristo. Esta é a vossa vocação. Sede fiéis a ela em todas as circunstâncias. Deveis sentir-vos verdadeiras "Paulinas", comunicadoras de Cristo, em total e dócil adesão aos ensinamentos e às directrizes da Igreja.

Reitero-vos a vós, queridas Filhas de São Paulo, as palavras do Redentor:  "Duc in altum!" (Lc 5, 4). Não hesiteis em vos fazer ao largo, no interminável oceano da humanidade contemporânea. Fazei palpitar em vós o fervoroso sentimento de Paulo, que exclamava:  "Ai de mim, se não evangelizar!" (1 Cor 9, 16). Seja este o anseio de toda a vossa existência. O Senhor está convosco e, na Eucaristia, ilumina-vos e consola-vos incessantemente.

Formulo votos do íntimo do coração para que estes dias de reflexão e de encontro vos ajudem a continuar com maior impulso o vosso itinerário apostólico, seguindo os passos do Padre Giacomo Alberione, da co-Fundadora Irmã Tecla Merlo, de cada um das Religiosas do  Instituto  e  dos  Irmãos  que  vos precederam.

Concedo-vos a todas a minha Bênção apostólica!

 

 

 

top