The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II
AOS RESPONSÁVEIS DO
"MOVIMENTO POR UM MUNDO MELHOR"

  

Ao Reverendo Senhor
Dom GINO MORO, F.D.P.
Director Geral do "Serviço de
Animação Comunitária do
Movimento por um Mundo Melhor"

1. Estou feliz por Lhe dirigir a Si e a todos os membros do chamado "Serviço de Animação Comunitária do Movimento por um Mundo Melhor" os meus bons votos, por ocasião do quinquagésimo aniversário da fundação do Grupo promotor, que teve origem na Mensagem radiofónica do Papa Pio XII, conhecida com o nome de "Proclamação por um Mundo Melhor".

"É todo um mundo que é necessário refazer desde os fundamentos", afirmava o Papa com palavras inesquecíveis, um mundo "que é necessário transformar de selvagem em humano, de humano em divino, quer dizer, segundo o coração de Deus" (Discursos e Radiomensagens de S.S. Pio XII, XIII, p. 471).

A "Proclamação por um Mundo Melhor" destinava-se directamente à diocese de Roma. O Papa Pio XII queria que Roma fosse a primeira a renovar-se e, por isso, chamou à atenção toda a Comunidade diocesana com palavras proféticas e cheias de actualidade:  "desejamos entregar o estandarte de um mundo melhor em primeiro lugar a vós, dilectos filhos de Roma... Recebei a santa exortação que o vosso Pastor e Pai hoje vos confia:  dar início a um poderoso despertar de pensamentos e de obras. Despertar que a todos comprometa, sem excepção alguma, o clero e o povo, as autoridades e as famílias, os grupos, cada pessoa em particular, no campo de uma renovação total da vida cristã, na linha da defesa dos valores morais, na prática da justiça social, na reconstrução da ordem cristã" (Discursos e Radiomensagens cit. p. 471).

2. A iniciativa de 1952, que é comemorada este ano, não pode deixar de lembrar os desenvolvimentos que se lhe seguiram, desde o Concílio Vaticano II ao vasto movimento pós-conciliar, do Sínodo Diocesano de Roma à mais recente Missão da cidade, realizados nos anos 1996-1999, como preparação para o Grande Jubileu do Ano 2.000. A mesma inspiração guiou o compromisso da Igreja no decurso destes anos:  é o sopro do Espírito Santo a enfunar as velas da Igreja, que orienta já a sua marcha sobre as águas do terceiro milénio.

Desejo do coração que esta feliz ocorrência jubilar vos ajude a todos vós, carísssimos Irmãos e Irmãs, a redescobrir a herança espiritual do Padre Lombardi como fonte de entusiasmo e de eficácia apostólica. Nestes decénios, o Movimento estendeu-se a cerca de quarenta Nações, esforçando-se por traduzir em projectos a ampla e articulada visão proposta pelo Concílio Vaticano II e pelo magistério que se lhe seguiu, na perspectiva de uma "comunhão" eclesial cada vez mais intensa. Continuai esta obra, em doce e constante cooperação com os Pastores e permanecendo sempre atentos a acolher os "sinais" dos tempos.

3. Reservai singular atenção à promoção do sacerdócio comum dos fiéis e da vocação profética dos leigos nos diversos campos de actividade humana, para que eles, "percebendo com uma maior clareza a plenitude da sua vocação, a tornar o mundo cada vez mais conforme à eminente dignidade do homem, a procurar chegar a uma fraternidade universal apoiada em alicerces profundos e, movidos pelo amor, a responder generosamente e em esforço comum às mais urgentes necessidades do nosso tempo" (Gaudium et spes, 91). São os fiéis leigos, de facto, os primeiros a ser chamados em causa para trabalhar na construção de uma sociedade animada pelos valores da civilização do amor.

No quadro actual da cultura e da própria visão eclesiológica amadurecida a seguir ao Concílio, o influxo da Igreja na transformação da sociedade acontece sobretudo através de um laicado adulto na fé e habilitado a traduzi-la na história mediante a irrepreensibilidade do seu testemunho e da seriedade da sua competência (cf. Exortação apostólica Christifideles laici, 36-44).

Maria, Mãe da Igreja, à qual o Padre Lombardi atribuía a própria inspiração da sua obra, assista com benevolência constante todo o vosso esforço e o torne fecundo. Ela seja para vós conforto nas dificuldades  que  encontrais  no  vosso caminho.

Acompanhe-vos e dê-vos coragem, também a Bênção, que de coração vos concedo a vós, aos vossos grupos locais e a todos aqueles que de todos os modos apoiam o vosso trabalho nas diversas partes do mundo.

Vaticano, 10 de Fevereiro de 2002

 

 

 

top