The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II
ÀS PARTICIPANTES NO CAPÍTULO GERAL
 DAS FILHAS CANOSSIANAS DA CARIDADE

16 de Fevereiro de 2002

 
Caríssimas
Filhas Canossianas da Caridade!

1. Estou muito feliz por me encontrar convosco, na ocasião do vosso XIV Capítulo Geral, acontecimento de graça que constitui uma forte chamada a voltar cada vez mais às raízes da vossa Congregação, para aprofundar o carisma  e  o  incarnar  depois  nos  modos mais idóneos no actual contexto sociocultural.

Saúdo a Superiora Geral e as delegadas à Assembleia capitular. Faço extensiva a minha cordial saudação a todas as Canossianas, que desenvolvem o seu generoso apostolado na Itália, na Europa e nos outros continentes. Nestes dias intensos, quereis reflectir sobre o tema "Manifestar aos homens e mulheres do nosso tempo o amor de Deus que tanto amou os homens". Em sintonia com o vosso carisma, desejais proclamar e testemunhar o Evangelho da caridade, empenhando-vos em ser sinais eloquentes do amor de Deus e instrumentos de paz em todos os ambientes. Deus abençoe estes vossos propósitos! Da vossa parte, procurais conservar fielmente o património espiritual que vos foi transmitido pela vossa Fundadora, Santa Madalena de Canossa, que amou com intensidade Cristo crucificado e sempre se inspirou n'Ele na realização de um corajoso apostolado em favor do próximo necessitado. Com toda a energia possível, a Fundadora foi, efectivamente, ao encontro das formas de pobreza típicas do tempo:  da pobreza económica e moral à pobreza de cultura e à carência de meios para curar as doenças. Segui o seu exemplo e continuai a missão, que permanece válida ainda hoje, mesmo nas condições sociais diferentes em que vivemos.

2. Santa Madalena de Canossa propôs-vos a vós, suas filhas espirituais, um ideal de vida consagrada baseado na humildade. O estilo missionário gostava de repetir seja "humilde, alheio aos meios de poder e da sabedoria do homem" e a acção apostólica tenha uma única finalidade:  "só por Deus e pela sua glória". Tudo isto se desenrole, pois, numa condição de convivência "perfeitamente comum", alimentada por aquela "caridade perfeitíssima" que se traduz em "amor universal e comum".

Sobre a base destas sólidas referências espirituais se desenvolveu no decurso dos séculos o estilo missionário que distingue a vossa Família religiosa. Estas linhas essenciais do carisma de fundação tornaram-se testemunho concreto graças ao exemplo de tantas Filhas Canossianas da Caridade, totalmente consagradas só a Deus e ao seu Reino. Através delas, recordo com emoção as vossas irmãs que, em Timor Leste, pagaram recentemente com o preço do sangue a sua fidelidade a Cristo Senhor. O seu heróico sacrifício seja para vós um estímulo e vos encorage a continuar em frente com confiança e fervor apostólico, conscientes de que só assim se traduz de maneira eficaz tudo o que recomendava Santa Madalena:  "Sobretudo, fazei conhecer Jesus". Deixai-vos invadir por este íntimo desejo de servir com caridade todo o ser humano, sem distinções de raça ou de religião. Com profética liberdade e sábio discernimento, testemunhai o Evangelho em cada dia. Sede presença significativa em toda a parte em que trabalhardes, distinguindo-vos por uma intensa comunhão e uma activa cooperação com os Pastores da Igreja.

3. O grande desafio da inculturação pede-vos hoje que anuncieis a Boa Nova com linguagem e modos compreensíveis aos homens do nosso tempo, envolvidos em processos sociais e culturais em rápida transformação. É vasto, portanto, o campo de apostolado que se abre diante de vós! Como a vossa Fundadora, dai a vossa vida aos pobres, cultivai uma verdadeira paixão educativa sobretudo para os jovens, gastai-vos com uma generosa actividade pastoral entre os povos, especialmente em favor dos doentes e dos que sofrem.

Há tantos no mundo que esperam ainda conhecer Jesus e o seu Evangelho. Diversas situações de injustiça, de dificuldades morais e materiais atingem as populações em vastas regiões da Terra.

Abre-se à frente dos crentes uma urgente missão em todos os lugares do Planeta. Porém, cada uma de vós, caríssimas Irmãs, sabe bem que para poder responder a estas esperanças é necessário, em primeiro lugar, tender para a santidade com todas as forças, para a medida mais alta da santidade, mantendo um contacto ininterrupto com Cristo na oração incessante e fervorosa.

Só assim se está em posição de indicar aos outros o modo de encontrar o Senhor, caminho, verdade e vida (cf. Jo 14, 6). Só assim se pode colaborar com Cristo para salvar as almas, indo de encontro às necessidades dos irmãos com o espírito tão caro à vossa Fundadora, o espírito das "Servas dos pobres".

Maria vos proteja e vos acompanhe neste árduo e exaltante itinerário missionário, relizando todos os vossos projectos de bem. O Papa abençoa-vos e acompanha-vos com afecto, assegurando uma lembrança participativa na oração por cada uma de vós e por quantos encontrades  no  vosso  apostolado  de cada dia.

 

 

 

top