The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA À TORONTO,
À CIDADE DA GUATEMALA E À CIDADE DO MÉXICO

CERIMÓNIA DE BOAS-VINDAS

DISCURSO DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II

Aeroporto internacional de Cidade do México
Terça-feira 30 de Julho de 2002

 

Senhor Presidente
dos Estados Unidos Mexicanos
Senhor Cardeal Arcebispo
da Cidade do México
Queridos Irmãos no Episcopado
Ilustres Autoridades
Membros do Corpo Diplomático
Caríssimos Mexicanos

1. É grande a minha alegria por poder vir pela quinta vez a esta terra hospitaleira, na qual começou o meu apostolado itinerante que, como Sucessor do Apóstolo Pedro, me levou a tantas partes do mundo, aproximando-me assim de muitos homens e mulheres para os confirmar na fé em Jesus Cristo Salvador.

Depois de ter celebrado em Toronto a XVII Jornada Mundial da Juventude, hoje tive a alegria de juntar ao número dos santos um admirável evangelizador deste Continente: Irmão Pedro de São José de Betancur. Amanhã, com grande alegria, vou proceder à canonização de Juan Diego e, no dia seguinte, à beatificação de outros dois vossos compatriotas: João Baptista e Jacinto dos Anjos que, desta forma, se juntam aos maravilhosos exemplos de santidade nestas amadas terras americanas, onde a mensagem cristã foi aceite com o coração aberto, impregnou as culturas e deu abundantes frutos.

2. Agradeço as amáveis palavras de boas-vindas que, em nome de todos os mexicanos, me dirigiu o Senhor Presidente da República. Desejo corresponder-lhe renovando mais uma vez os meus sentimentos de afecto e de estima por este povo, rico de história e de culturas ancestrais, e encorajando todos a empenhar-se na construção de uma Pátria sempre renovada e em constante progresso. Saúdo com afecto os Senhores Cardeais e os Bispos, os queridos Sacerdotes, Religiosos e Religiosas, todos os fiéis que, dia após dia, se esforçam na prática da fé cristã e que, com a sua vida, realizam a frase que é esperança e programa para o futuro: "México sempre fiel".

Envio daqui uma saudação afectuosa também aos jovens reunidos para a vigília de oração na Praça do Zócalo da Catedral Primacial, e digo-lhes que o Papa conta com eles e pede-lhes que sejam verdadeiros amigos de Jesus e testemunhas do seu Evangelho.

3. Caríssimos mexicanos: obrigado pela vossa hospitalidade, pelo vosso afecto constante, pela vossa fidelidade à Igreja. Neste caminho, continuai a ser fiéis, amparados pelos maravilhosos exemplos de santidade que surgiram nesta nobre Nação. Sede santos! Recordando quanto já vos disse na Basílica de Guadalupe em 1990, servi a Deus, a Igreja e a Nação, assumindo cada um a responsabilidade de transmitir a mensagem evangélica e dar testemunho de uma fé viva e operante na sociedade.

Abençoo de coração cada um de vós, fazendo-o com a mesma expressão com que os vossos antepassados se dirigiam às pessoas mais queridas: "Deus vos faça como Juan Diego"!
México, sempre fiel!

 

top