The Holy See
back up
Search
riga

VISITA PASTORAL À DIOCESE DE ÍSQUIA (ITÁLIA)

 DISCURSO DO SANTO PADRE JOÃO PAULO II
 AOS JOVENS NA PRAÇA DE SANTA MARIA DO SOCORRO

5 de Maio de 2002

 

Caríssimos jovens

1. "Vós sois o sal da terra... Vós sois a luz do mundo" (Mt 5, 13-14). Estas palavras de Jesus, como sabeis, constituem o tema do próximo Dia Mundial da Juventude. Com elas, o Mestre divino dirigiu-se aos seus discípulos nas margens do Lago da Galileia, há dois mil anos. Assim falará de novo a milhares  de  jovens  cristãos  de  todas  as partes do mundo, no próximo Verão, em Toronto. Estas mesmas palavras ecoam hoje aqui, nas margens do Mar Tirreno, quando se conclui a minha rápida mas intensa visita à vossa bonita ilha. Elas ecoam para vós, queridos jovens de Ísquia. E é para mim motivo de grande alegria fazer-me eco da voz de Cristo, que vos convida a ouvir, a reflectir, a agir. Só as palavras de Cristo podem iluminar verdadeiramente os vossos passos.

Saúdo-vos com grande afecto, caríssimos jovens amigos. A todos e a cada um. Agradeço ao vosso Bispo que vos apresentou como "sentinelas da manhã". Agradeço aos vossos representantes, que falaram em nome de toda a juventude de Ísquia. Obrigado pelo vosso caloroso acolhimento, o qual exprime bem o entusiasmo da juventude e o "génio" da vossa terra.

2. "Vós sois o sal da terra" (Mt 5, 13). Caríssimos jovens e moças, não é difícil compreender esta primeira imagem usada por Jesus:  o sal. É uma imagem muito significativa. Quando não existiam meios para garantir uma conservação prolongada dos alimentos, o sal não tinha só a função de dar sabor, mas era com frequência indispensável para garantir a própria possibilidade de acesso aos alimentos. Ao dizer "vós sois o sal da terra", o Redentor confiava aos discípulos uma dupla missão:  dar sabor à vida, mostrando o seu sentido revelado n'Ele, e permitir que todos tivessem acesso ao alimento que vem do Alto. É neste duplo sentido que hoje as digo também a vós.

Jovens de Ísquia, sede o sal da terra, que dá sabor e beleza à vida. Mostrai com gestos concretos e com a convicção das palavras que vale a pena viver, e viver juntos, o amor que Jesus veio revelar-nos e doar-nos. Não é, porventura, o amor de Cristo, que venceu o mal e a morte, que nos transformou? Fazei com que o maior número de jovens faça também esta mesma experiência.

Sede o sal que faz com que o alimento  do  Céu  seja  distribuído  a  todos, de  forma  que  até  os  mais  distraídos e  afastados,  graças  ao  vosso  entusiasmo, à vossa paixão, ao vosso empenho humilde e perseverante, se sintam chamados a crer em Deus e a amá-lo no próximo.

3. "Vós sois a luz do mundo" (Mt 5, 14). Eis a outra mensagem de Jesus aos seus discípulos-. A luz tem a característica de dissipar as trevas, de aquecer tudo o que alcança, de exaltar as suas formas. Faz tudo isto com uma velocidade altíssima. Então ser luz do mundo, para os cristãos, e sobretudo para os jovens cristãos, significa difundir em toda a parte a luz que vem do Alto. Significa combater a obscuridade, tanto a que é devida à resistência do mal e do pecado, como a que é provocada pela ignorância e pelos preconceitos.

Jovens de Ísquia, sede raios da luz de Cristo. É Ele a "luz do mundo" (Jo 8, 12)! Difundi esta luz em todos os ambientes, sobretudo naqueles onde Jesus ainda não é conhecido e amado ou até é rejeitado. Fazei compreender, com a vossa vida, que a luz que provém do Alto não destrói o humano; ao contrário, exalta-o, como o sol, que com o seu brilho põe em relevo as formas e as cores. Deus não é um concorrente do homem, mas o amigo verdadeiro, o seu aliado mais fiel.
Esta  mensagem  deve  ser  transmitida com a velocidade da luz! Não percais tempo:  a vossa juventude é muito preciosa para ser desperdiçada, mesmo que seja só uma pequena parte. Deus precisa de vós e chama cada um pelo nome.

4. Desta Ilha, rica de sol e de belezas naturais, coberta de verde e imersa nas águas maravilhosas do "mare nostrum", chegue a todos os jovens a começar por todos aqueles, e são tantos, que a vêm visitar uma mensagem de luz e de esperança. Queridos jovens e moças, juntamente com os vossos pais, os pastores, os educadores, os catequistas, os amigos, sede "sal e luz" para todos os que o Senhor vos fizer encontrar no vosso caminho.

Guie-vos Maria Santíssima, "Estrela do mar", que orienta os navegantes no grande mar da vida até ao porto seguro, resplandecendo como estrela luminosa também nas horas mais escuras. Sirvam-vos de exemplo os Santos padroeiros, sobretudo Santa Restituta e São João José da Cruz. Que nenhuma perturbação, receio ou pecado vos separem do amor de Deus. Jesus é a luz que vence as trevas; o sal que dá sabor aos vossos anos verdes e a toda a vossa existência. É Ele quem vos conserva a beleza e a fidelidade a Deus, seu e nosso Pai.

Até à vista, em Toronto, onde vos espero em grande número:  juntamente com os vossos coetâneos de todos os Continentes ofereceremos ao mundo uma mensagem de esperança. O vosso Bispo, no início, apresentou-vos como "sentinelas da manhã". Sim, caríssimos jovens amigos, sede sentinelas destemidas do Evangelho, que esperam e preparam o advento do novo Dia que é Cristo.

Abençoo-vos a todos com afecto.

Poder-se-ia pensar que os jovens de Ísquia e a juventude da Itália são muito ricos. Porém, bem sei que aqui se trata de outro tipo de economia. É a economia evangélica dos pobres em espírito. Faço votos para que o próximo Dia Mundial da Juventude seja a expressão da maturidade evangélica de todos os jovens do mundo e, de modo especial, da juventude da Itália e desta vossa linda Ilha.

Então, ânimo! Coragem e esperança! Louvado seja Jesus Cristo!

 

 

top