The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM  DO PAPA JOÃO PAULO II
À CONGREGAÇÃO DAS  SERVAS DA VISITAÇÃO
POR OCASIÃO DO IV CAPÍTULO GERAL
E DO 25° ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO

 

 

 
À Reverenda Madre M. Vincenza MINET
 Superiora-Geral da Congregação das Servas da Visitação

1. É-me grato dirigir-lhe a minha cordial saudação, bem como às suas Irmãs reunidas na Vila de São Francisco e de Santa Clara em Acerno (Salerno), por ocasião do IV Capítulo Geral, tempo de singular graça para a Congregação, que neste ano celebra o 25º aniversário de fundação.

Algumas de entre vós fazem parte do núcleo originário do Instituto e, tendo vivido as vicissitudes que caracterizaram o seu começo, trazem ainda mais profundamente impresso no coração o "Magnificat" por tudo quanto o Senhor realizou. Elas transmitem este cântico de louvor às suas irmãs mais jovens, de tal maneira que toda a Congregação, em cada uma das suas comunidades e em todas as suas actividades, possa viver e trabalhar com aquela exultação do espírito, que caracteriza o mistério gozoso da Visitação de Maria à sua idosa prima Isabel.

É com grande alegria que me uno à acção de graças conjunta ao Senhor, por todos os benefícios recebidos. Encorajo igualmente o vosso desejo de olhar com coragem profética para o futuro, a fim de compreender melhor quais são os desafios e as expectativas da Igreja e do mundo. É o que tendes a intenção de fazer durante a presente assembleia capitular, que tem como tema:  "O nosso carisma num mundo que se transforma".

2. O vosso carisma mergulha as suas raízes no admirável mistério da Visitação da Virgem a Santa Isabel. É para esta cena evangélica, altamente eloquente na sua simplicidade, que se dirige a atenção de cada uma de vós. Desejais inspirar-vos sempre nela, quer quando trabalhais no meio das crianças abandonadas e subalimentadas, quer quando vos dedicais ao serviço dos idosos, dos doentes, nas paróquias ou em terras de missão.

As riquezas espirituais que promanam deste episódio do Evangelho de Lucas são inexauríveis em termos de verdade. O exemplo da Virgem deve ser constantemente actualizado e unido às diversas exigências históricas, geográficas e culturais. Num mundo que se transforma, o carisma não muda mas, para ser actuado de maneira eficaz e dar frutos abundantes, tem necessidade daquela "fantasia da caridade" de que falei na Carta Apostólica Novo millennio ineunte (cf. n. 50).

3. Ser "Servas da Visitação" significa imitar todos os dias Maria Santíssima que, acolhendo com fé o anúncio do Anjo, "partiu para a região montanhosa, dirigindo-se à pressa a uma cidade da Judeia" (Lc 1, 39), para estar perto de Isabel, necessitada de ajuda porque estava à espera de João, o Precursor. Fazer-se próximo de quem está em necessidade:  este é o mandamento que Cristo deu a cada um dos seus discípulos, e que vós assumis como ideal e finalidade da vossa existência e da vossa acção comunitária.

Deus revela a Maria a prodigiosa gravidez da sua idosa parente, como sinal de que para Ele nada é impossível. E nem a vós o Senhor deixou e deixará de indicar as pessoas às quais oferecer a solidariedade concreta, para que em vós e neles aumentem a fé e o reconhecimento da sua misericórdia infinita e omnipotente.

Caríssimas, continuai a caminhar nesta direcção, conscientes de que no próximo em dificuldade, é o próprio Cristo que honrais e servis. Além disso, seja vossa preocupação crescer cada dia mais no espírito de comunhão fraterna. Uma comunidade, em que reina a caridade de Cristo, trabalha com alegria e harmonia, superando mais facilmente os obstáculos e as dificuldades.

4. Queridas Religiosas, sede sobretudo pessoas de fé e de oração incessante. A comunhão íntima com Deus, "obra do Espírito Santo em nós... abre-nos, por Cristo e em Cristo, à contemplação do rosto do Pai" (Carta Apostólica Novo millennio ineunte, 32). O que seria do vosso Instituto, sem esta alma? O que seria do serviço aos irmãos, sem o impulso invisível da oração constante? Tudo se reduziria a uma mera assistência e a uma simples actividade social, perdendo o seu valor de testemunho profético.

No mistério da Visitação, a contemplação e a acção aparecem numa síntese repleta de harmonia. Na quotidianidade do serviço de Maria a Isabel respira-se o ar da santidade, a realização diária da vontade de Deus em todas as circunstâncias.

Formulo-vos votos a todas, a fim de que vivais e trabalheis em cada uma das comunidades do Instituto com este estilo, que cria um clima favorável à santidade. Na Itália, Polónia, Brasil, Filipinas, Quénia, Madagáscar e onde quer que a Providência vos chame, conservai intacto o vosso carisma. Oriente-vos e assista-vos Maria, a Virgem da Visitação:  juntamente com Ela, elevai em cada dia o vosso "Magnificat" ao Deus rico em misericórdia. Quanto a mim, não deixarei de vos recordar na oração enquanto, de coração, vos abençoo a todas, bem como os trabalhos do Capítulo e toda a vossa Família religiosa.

Vaticano, 8 de Setembro de 2002.

 

 

top