The Holy See
back up
Search
riga

 

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
AO IV JAMBOREE EUROPEU PROMOVIDO
PELA UNIÃO INTERNACIONAL DOS GUIAS
E ESCUTEIROS DA EUROPA
 

 

 

 

Aos Guias e aos Escuteiros da Europa reunidos para o VI Jamboree europeu

1. Por ocasião do VI Jamboree europeu da União Internacional dos Guias e dos Escuteiros da Europa, que está a realizar-se na Polónia, sinto-me feliz por vos dirigir, queridos Guias e Escuteiros da Europa, uma cordial saudação e de vos assegurar a minha profunda união na oração. O tema deste "Jamboree europeu", "Duc in altum!", retoma as palavras que Jesus dirigiu a Pedro:  "Faz-te ao largo!" (Lc 5, 4). Ele convida-vos a aprofundar o itinerário espiritual que foi proposto aos cristãos do mundo inteiro, no encerramento do Grande Jubileu do Ano 2000 e aos jovens, em Toronto, no ano passado.

2. Prezados jovens, respondei com generosidade ao apelo de Cristo, que vos convida a fazer-vos ao largo e a tornar-vos suas testemunhas, descobrindo a confiança que Cristo deposita em vós para inventar um futuro com Ele. Para poder ser cumprida, esta missão que a Igreja vos confia exige, em primeiro lugar, que cultiveis uma autêntica vida de oração, alimentada pelos sacramentos, de maneira especial pela Eucaristia e pela Reconciliação. Como sublinhei na recente Encíclica Ecclesia de Eucharistia, "cada esforço de santidade [...] deve extrair a força de que necessita do mistério eucarístico e orientar-se para ele como o seu ponto culminante" (n. 60). Por conseguinte, é importante que a Santa Missa constitua o centro e o ápice deste encontro, assim como de todas as vossas reuniões e, de maneira especial, das vossas semanas na celebração do Dia do Senhor.

Itinerário privilegiado de crescimento espiritual, a experiência do escutismo constitui um caminho de grande valor para permitir a educação integral da pessoa. Ela ajuda a vencer a tentação da indiferença e do egoísmo, para se abrir ao próximo e à sociedade. Além disso, ela pode favorecer eficazmente o acolhimento das exigências da vocação cristã:  ser "sal da terra e luz do mundo" (cf. Mt 5, 13-16). Convido-vos a ser fiéis à rica tradição do movimento escutista, comprometido na formação para o diálogo, o sentido da justiça, a lealdade e a fraternidade nos relacionamentos sociais. Tal estilo de vida pode constituir a vossa contribuição original, para a realização de uma fraternidade maior e mais genuína entre os povos da Europa, um contributo precioso para a vida das sociedades em que viveis.

3. Queridos Guias e Escuteiros da Europa, vós sois um dom precioso não somente para a Igreja, mas também para a Europa nova que se está a edificar diante dos vossos olhos, e sois chamados "a participar, com todo o ardor da vossa juventude, na construção da Europa dos povos, para que cada pessoa seja reconhecida na sua dignidade de filho bem amado de Deus e que se torne uma sociedade fundamentada na solidariedade e na caridade fraternal" (Audiência aos Guias e Escuteiros da Europa, 3 de Agosto de 1994).

4. No Santuário mariano de Jasna Góra, que me é tão caro, haveis de renovar diante da Virgem de Czestochowa os compromissos do vosso Baptismo, a vossa promessa de escuteiros e a vossa vontade de ser verdadeiros apóstolos do amor do Senhor. Confirmareis o acto de consagração a Nossa Senhora da Anunciação, já pronunciado há cerca de vinte anos na Catedral de Nossa Senhora de Paris, por ocasião do vosso primeiro encontro europeu. Desde então, o fiat com que Maria respondeu à vontade de Deus tornou-se um elemento central da espiritualidade dos Guias e dos Escuteiros da Europa, de maneira particular através da oração do Angelus e da recitação do Rosário. Neste ano consagrado a Nossa Senhora do Rosário, que estes momentos de oração mariana continuem a impregnar os vossos dias, reavivando em vós a memória da maravilhosa obra da Redenção, que Cristo realizou por nós!

Quando regressardes aos vossos lares, às vossas famílias e às vossas comunidades, enriquecidos pela experiência destes dias, deixai que ressoem em vós estas palavras de Jesus:  "Eis que Eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo" (Mt 28, 20). Sustentados pela sua graça, procurai viver o vosso compromisso com um entusiasmo renovado; assim, o escutismo será para vós "um meio de santificação na Igreja", que favorecerá e encorajará "uma união mais íntima entre a vida concreta e a vossa fé" (Estatutos, Art. 1-2 e 7). Estes são os bons votos que vos formulo na oração. Invocando sobre o vosso encontro europeu, sobre os responsáveis da União Internacional dos Guias e dos Escuteiros da Europa e sobre cada um de vós, a intercessão da Bem-Aventurada Virgem de Czestochowa, concedo-vos a todos, do íntimo do coração, a minha afectuosa Bênção apostólica.

 

Castelgandolfo, 30 de Julho de 2003.

 

 

 

 

top