The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS MEMBROS DO SÍNODO DA IGREJA CALDEIA
POR OCASIÃO DA ELEIÇÃO DO NOVO PATRIARCA
SUA BEATITUDE EMANUEL III DELLY

Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2003

 


Beatitudes
Estimados Irmãos no Episcopado
Pastores e filhos
da venerada Igreja Caldeia

1. "Graça e paz vos sejam dadas da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo" (Rm 1, 7). É com grande afecto que vos recebo na conclusão do Sínodo Extraordinário da vossa Igreja, que procedeu à eleição do novo Patriarca de Babilónia dos Caldeus, "Chefe e Pai" da vossa Igreja, sucessor do saudoso Patriarca Raphael I Bidawid.

Dirijo a Sua Beatitude, estimado Emanuel III Delly, a minha cordial saudação, enquanto invoco sobre vós uma abundante efusão de dons espirituais.

Saúdo o Cardeal Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, ao qual confiei a presidência dos trabalhos sinodais. Agradeço-lhe a sua obra e as gentis expressões de homenagem que acabou de pronunciar.

Saúdo todos vós, venerados Irmãos, reunidos junto de São Pedro para realizar o acto mais nobre da responsabilidade sinodal. Peço-vos que leveis às comunidades das quais sois pastores o meu pensamento afectuoso e a certeza da minha oração. O Papa está próximo de todos os iraquianos e conhece as suas aspirações  à  paz,  à  segurança  e  à  liberdade.

2. Vossa Beatitude pediu a ecclesiastica communio. Adiro de bom grado a essa instância. Nesta perspectiva, encarreguei o Cardeal Moussa I Daoud para a sua confirmação, segundo a praxe, na Concelebração Eucarística, que terá lugar na Basílica de São Pedro. A comunhão com o Bispo de Roma, Sucessor de Pedro, princípio e fundamento visível da unidade na fé e na caridade, faz com que as Igrejas vivam e realizem individualmente o mistério da Igreja una, santa, católica e apostólica.

A Igreja Caldeia sente-se orgulhosa de testemunhar Cristo na terra da qual partiu "Abraão, nosso pai na fé" e de haurir as suas origens apostólicas na pregação de "Tomé, um dos Doze".
Partícipe da única linfa vital que promana de Cristo, ela deve continuar a florescer, fiel à própria identidade, dando frutos abundantes para o bem de todo o corpo eclesial.

3. Venerados Irmãos, desenvolvei cada vez mais a consonância unânime que se manifestou neste Sínodo. De facto, a unidade de intenções, consentirá um pleno desenvolvimento da vida eclesial.
A concórdia é tanto mais necessária se olharmos para a vossa terra, hoje mais necessitada do que nunca de uma paz verdadeira e de tranquilidade na ordem. Trabalhai para "unir as forças" de todos os crentes num diálogo respeitoso, que favoreça a edificação de uma sociedade estável e livre a todos os níveis.

Ao invocar a intercessão da Santa Mãe de Deus, que deu ao mundo o Príncipe da Paz, concedo-vos a Bênção apostólica, fazendo-a extensiva de coração a todos os filhos e filhas da amada Igreja Caldeia.

 

 

 

 

top