The Holy See
back up
Search
riga

 DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS PARTICIPANTES NO ENCONTRO INTERNACIONAL
 UNIV 2004

 Segunda-feira, 5 de Abril de 2004

 

 
Caríssimos jovens!

1. Sinto-me feliz em vos receber também este ano, e apresento a cada um as minhas cordiais boas-vindas. Viestes a Roma de diversos Países e de muitas Universidades para viver juntos a Semana Santa e para participar no encontro internacional da UNIV. Desta forma tendes a possibilidade de confrontar as experiências adquiridas participando nas actividades de formação cristã que a Prelazia do Opus Dei promove nas vossas respectivas cidades e nações.

Saúdo-vos com afecto, e saúdo quantos vos acompanharam, assim como os sacerdotes que vos guiam espiritualmente. Ontem, Domingo de Ramos, ouvimos ressoar em São Pedro estas palavras:  "Queremos ver Jesus". Elas são o tema da Mensagem que quis escrever aos jovens do mundo inteiro por ocasião da Jornada Mundial da Juventude.

Caríssimos, nunca falte no profundo do vosso coração o desejo de ver Cristo! Sabei superar todas as emoções superficiais, resistindo às seduções dos prazeres e às ambições do egoísmo e das comodidades.

2. No vosso Congresso Internacional estais a enfrentar uma temática de grande actualidade:  "Projectar a cultura:  a linguagem da publicidade". Há necessidade de saber usar linguagens adequadas para transmitir mensagens positivas e para dar a conhecer de modo atraente ideais e iniciativas nobres. É também necessário saber discernir quais são os limites e as insídias das linguagens que os meios de comunicação social nos propõem. Por vezes os anúncios publicitários oferecem, de facto, uma visão superficial e inadequada da vida, da pessoa, da família e da moralidade.

3. Para realizar esta missão empenhativa, é necessário seguir Jesus de perto na oração e na contemplação. Ser seus amigos no mundo em que nos encontramos exige, além disso, o esforço de ir contra a corrente.

Na universidade, na escola e em todas as partes onde viveis, não tenhais medo de ser, quando for necessário, anticonformistas! Convido-vos de modo particular a difundir a visão cristã da virtude da pureza, sabendo mostrar aos vossos coetâneos que ela "nasce do amor e que a força e a alegria da juventude não são um obstáculo ao amor" (S. José María Escrivá de Balaguer, É Jesus que passa, 40, 6).

4. Neste mundo que procura Jesus, por vezes sem nem sequer o saber, vós, queridos jovens da UNIV, sois fermento de esperança. Os votos que dirigi aos vossos amigos num dos nossos primeiros encontros foi o seguinte:  "Se o homem... caminha juntamente com Deus, é capaz de mudar o mundo" (cf. Discurso à UNIV, em L'Osserv. Rom., 13 de Abril de 1982, 1, 3). Repito o mesmo hoje a vós:  para melhorar o mundo, esforçai-vos antes de tudo por vos transformar a vós próprios mediante o recurso ao sacramento da Penitência e da íntima identificação com Cristo na Eucaristia.

A Maria, que nunca deixou de contemplar o Rosto de seu Filho Jesus, confio  cada  um  de  vós  e  as  vossas  famílias. Invoco sobre vós a protecção de São José Maria, bem como de todos os Santos das vossas terras e abençoo-vos de coração.

 

 

 

top