The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS MEMBROS DO INSTITUTO SECULAR
DOS SERVOS DO SOFRIMENTO

2 de Dezembro de 2004


Caríssimos Irmãos e Irmãs
!

1. Sinto-me feliz por vos apresentar uma cordial saudação a todos vós, que quisestes realizar esta visita ao Sucessor de Pedro, no 10º aniversário de fundação do vosso Instituto. Sede bem-vindos!

Saúdo D. Beniamino Luigi Papa, Arcebispo de Tarento, que vos acompanha, e agradeço-lhe as gentis expressões que me dirigiu em vosso nome. Desejo manifestar também ao vosso fundador, D. Pietro Galeone, e a toda a vossa família dos "Servos do Sofrimento" o meu apreço mais sentido pela obra que desempenhais na Itália e noutras nações, seguindo Cristo que, com a sua Paixão, redimiu o mundo.

2. O vosso Instituto secular surgiu de um explícito desejo de São Pio de Pietrelcina, com a finalidade de servir quantos se encontram no sofrimento. No espaço de dez anos ele cresceu notavelmente, tornando-se veículo de esperança para tantas pessoas duramente provadas no corpo e no espírito. Vós sois chamados a proclamar o Evangelho do sofrimento iluminado pela fé. Escrevi na Carta apostólica Salvifici doloris que para os cristãos "o Evangelho do sofrimento significa não apenas a presença do sofrimento no Evangelho, como um dos temas da Boa Nova, mas também a revelação da força salvífica e do significado salvífico do sofrimento na missão messiânica de Cristo e, em seguida, na missão e na vocação da Igreja" (n. 25).

3. Caríssimos, olhando para a nuvem de sofrimento físico e espiritual que encobre a humanidade, como é necessário o testemunho que dais! Como "Servos do Sofrimento", sede "cireneus" silenciosos que ajudam quantos estão na prova e lhes dão a certeza de que Deus não se esquece de lágrima alguma, mas ao contrário, as reúne todas e as inscreve no seu livro (cf. Sl 56, 9).

Segui as pegadas de Padre Pio, cujos ensinamentos são sempre de grande actualidade; inspirai-vos constantemente neles. Sede, como ele, apóstolos da oração e do sofrimento! A oração ilumina o coração e predispõe-no a aceitar o sofrimento; o sofrimento, aceite em dócil abandono a Deus, abre o coração à compreensão do sofrimento do próximo.

A Virgem Santa vos acompanhe e faça com que sejais cada vez mais fiéis à vossa missão na Igreja. Com estes votos abençoo-vos a todos.

 

top