The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
A UM GRUPO DE PEREGRINOS
 DA REPÚBLICA ESLOVACA

Sábado, 14 de Fevereiro de 2004

 

 

Venerados Irmãos
Ilustres Senhores
Carissimos Irmãos e Irmãs!

1. É com alegria que vos recebo a todos e vos dou as minhas cordiais boas-vindas. Saúdo e agradeço, antes de tudo, os Bispos da Conferência Episcopal Eslovaca, que promoveram esta peregrinação nacional. Saúdo, em particular, os Senhores Cardeais Ján Chryzostom Korec e Josef Tomko, bem como D. Frantisek Tondra, ao qual agradeço as gentis palavras com que se fez intérprete dos sentimentos de todos. Exprimo ao Senhor Presidente da República viva gratidão pela sua presença e pelas calorosas palavras de saudação.

2. Por três vezes, durante o meu Pontificado, a divina Providência me concedeu visitar a Eslováquia:  em 1990, pouco depois da queda do regime comunista, em 1995 e no ano passado, por ocasião do décimo aniversário da proclamação da República e da instituição da Conferência Episcopal Eslovaca.

Hoje, fostes vós que viestes para me restituir a visita que pude realizar há cinco meses e da qual conservo uma profunda recordação. Quisestes fazer coincidir a vossa estadia em Roma com a festa dos Santos Cirilo e Metódio, Padroeiros da Eslováquia e Co-Padroeiros da Europa. Este feliz contexto litúrgico permite evidenciar os antigos vínculos de comunhão que unem a Igreja que está na vossa terra com o Bispo de Roma. Ao mesmo tempo, o testemunho destes grandes apóstolos dos eslavos constitui uma forte chamada a redescobrir as raízes da identidade europeia do vosso povo, raízes que partilhais com as outras nações do Continente.

3. Tenho a alegria de vos receber junto do túmulo de São Pedro, onde viestes para confirmar a profissão daquela fé que representa o património mais rico e mais sólido do vosso povo.
Convido-vos a conservar esta fé, e a alimentá-la com a oração, uma catequese adequada e uma formação contínua. Ela não deve ser escondida, mas proclamada e testemunhada com coragem e tensão ecuménica e missionária. É isto que ensinam os Irmãos Cirilo e Metódio, arquétipos de tantos Santos e Santas que surgiram ao longo dos séculos da vossa história. Firmemente ancorados na cruz de Cristo, eles puseram em prática aquilo que o Mestre divino tinha ensinado aos discípulos desde o início da sua pregação:  "Vós sois o sal da terra... Vós sois a luz do mundo!" (Mt 5, 13.14).

4. Ser "sal" e "luz" significa que deveis fazer resplandecer a verdade evangélica nas opções pessoais e comunitárias de cada dia. Significa manter inalterada a herança espiritual dos Santos Cirilo e Metódio contrastando a tendência difundida de se adaptar a modelos homologados e uniformizados. A Eslováquia e a Europa do terceiro milénio vão-se enriquecendo com muitíssimos contributos culturais, mas seria prejudicial esquecer que o Cristianismo contribuiu de modo determinante para a formação do Continente. Vós, queridos Eslovacos, ofereceis o vosso significativo contributo para a desejada construção da unidade europeia, fazendo-vos intérpretes daqueles valores humanos e espirituais que deram sentido à vossa história. É indispensável que estes ideais por vós vividos com coerência continuem a orientar uma Europa livre e solidária, capaz de harmonizar as suas diversas tradições culturais e religiosas.

Caríssimos Irmãos e Irmãs, ao renovar-vos a expressão da minha gratidão pela vossa visita, permiti que, ao despedir-me de vós, vos faça como recomendação o mesmo convite feito por Cristo a Simao Pedro: "Duc in altum Faz-te ao largo" (Lc 5, 4). É uma exortação que sinto ressoar constantemente no meu coração. Esta manhã dirijo-a a vós.

5. Povo de Deus peregrino na Eslováquia, faz-te ao largo e vai em frente neste novo milénio, mantendo o olhar fixo em Cristo. Maria, a Virgem Mãe do Redentor, seja a estrela do teu caminho. Protejam-te os teus venerados Padroeiros Cirilo e Metódio juntamente com muitos outros heróis da fé, alguns dos quais pagaram com o sangue a sua fidelidade ao Evangelho.

Com estes sentimentos, concedo de coração a vós, aos vossos familiares e a todo o Povo eslovaco uma especial Bênção apostólica.

 

 

 

top