The Holy See
back up
Search
riga

VIAGEM APOSTÓLICA DE JOÃO PAULO II À SUÍÇA

DISCURSO DO SANTO PADRE
NO ENCONTRO COM A ASSOCIAÇÃO
DOS EX-GUARDAS SUÍÇOS
NA RESIDÊNCIA "VICTORIAHEIM"

Domingo, 6 de Junho de 2004

Caríssimos

1. No encerramento desta peregrinação apostólica à Suíça, tenho a alegria de me encontrar convosco, componentes da Associação dos ex-Guardas Suíços e com os vossos familiares. Dirijo a cada um de vós a minha mais cordial saudação. Nestes mais de vinte e cinco anos de Pontificado, tive a oportunidade de conhecer muitos de vós no Vaticano e é um prazer rever-vos agora, em companhia das respectivas famílias. Obrigado pela vossa agradável presença! Dirijo um agradecimento especial ao Presidente da vossa Associação, Sua Ex.cia o Senhor Jacques Babey, pelas amáveis palavras que me transmitiu no nome de todos vós.

2. O Sucessor de Pedro tem uma singular dívida de reconhecimento em relação à comunidade católica deste País, porque é dela que provêm os Guardas Suíços que, há cinco séculos, desempenham um serviço peculiar na salvaguarda da ordem e da segurança no Vaticano, em Castel Gandolfo e lá onde o Papa vai para cumprir o seu ministério. Afirma-se no Evangelho que a bondade da árvore se reconhece pelos seus frutos (cf. Mt 7, 17-18). Pois bem, os jovens que daqui vão a Roma para desempenhar este serviço especial ao Sumo Pontífice são rapazes que honram as respectivas famílias e as paróquias de toda a Suíça.

3. Eles honram também esta benemérita Associação, que se preocupa em manter sempre vivo, aqui na Pátria, o interesse por este serviço à Igreja, a fim de que o Corpo da Pontifícia Guarda Suíça possa beneficiar de um revezamento constante e válido. Agradeço-vos profundamente tudo quanto fizestes e continuais a fazer, enquanto vos encorajo a perseverar no vosso compromisso de testemunho de Cristo e de fidelidade à Igreja no meio de um mundo que se transforma.
A Virgem Maria vele sempre sobre vós e as vossas famílias.

Abençoo-vos a todos do íntimo do coração!

 

 

 

top