The Holy See
back up
Search
riga

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
AOS JOVENS DE ROMA E DO LÁCIO
QUE PARTICIPARAM NO ENCONTRO
EM PREPARAÇÃO PARA A
XX JMJ

 

"Adoro Te devote, latens Deitas!".

1. Caríssimos jovens de Roma e das Dioceses do Lácio, o vosso encontro na Basílica de São João de Latrão para adorar a Eucaristia, neste ano a ela dedicado, quer ser uma ocasião para vos preparardes melhor para a Jornada Mundial da Juventude. Desejo unir-me espiritualmente a vós e expressar-vos todo o meu afecto: sei que estais sempre próximos de mim e nunca vos cansais de rezar comigo. Saúdo-vos e agradeço-vos de coração.

Saúdo com gratidão o Cardeal Vigário, os Bispos, os sacerdotes e as religiosas que vos acompanham, assim como quantos organizaram este vosso importante momento de reflexão e de oração.

2. "Adoro Te devote, latens Deitas!".

Elevemos juntos o olhar para Jesus Eucaristia; contemplemo-lo e repitamos juntos estas palavras de São Tomás de Aquino, que manifestam toda a nossa fé e todo o nosso amor: Jesus, adoro-Te escondido na Hóstia!

Numa época marcada por ódios, egoísmos, desejos de falsas felicidades, pela decadência dos costumes, ausência de figuras paternas e maternas, instabilidade em tantas jovens famílias e por numerosas fragilidades e mal-estar dos quais não poucos jovens são vítimas, nós olhamos para Ti, Jesus Eucaristia, com renovada esperança. Apesar dos nossos pecados, confiamos na Tua misericórdia divina. A Ti repetimos com os discípulos de Emaús: "Mane nobiscum Domine!", "Permanecei connosco Senhor!". Na Eucaristia Tu restituis ao Pai tudo aquilo que d'Ele provém e realiza-se assim um profundo mistério de justiça da criatura para com o seu Criador. O Pai celeste criou-nos à sua imagem e semelhança; d'Ele recebemos o dom da vida, que reconhecemos ser tanto mais precioso desde o seu primeiro momento até à morte, quanto mais é ameaçada e manipulada.

Nós Te adoramos, Jesus, e agradecemos-Te porque na Eucaristia se torna actual o mistério daquela oferenda ao Pai que Tu realizastes há dois mil anos com o sacrifício da Cruz; sacrifício que redimiu a humanidade inteira e toda a criação.

3. "Adoro Te devote, latens Deitas!"

Adoramos-Te, Jesus Eucaristia! Adoramos o Teu corpo e o Teu sangue oferecidos por nós e por todos em remissão dos pecados: o Sacramento da nova e eterna Aliança!

Enquanto Te adoramos, como não pensar nas numerosas coisas que deveríamos fazer para Te glorificar? Mas, ao mesmo tempo, não podemos deixar de dar razão a São João da Cruz, que costumava dizer: "Aqueles que são muito activos e que pensam abraçar o mundo com as suas pregações e com as suas obras exteriores recordem-se de que seriam de maior proveito para a Igreja e muito mais aceites por Deus, sem falar do bom exemplo que dariam, se usassem pelo menos metade do tempo para estar com Ele em oração".

Ajuda-nos, Jesus, a compreender que para "fazer" na tua Igreja, também no campo tão urgente da nova evangelização, é preciso antes de tudo aprender a "ser", isto é, a estar contigo em adoração, na tua doce companhia. Só de uma íntima comunhão contigo brota a acção apostólica autêntica, eficaz e verdadeira.

Uma grande Santa, que entrou no Carmelo de Colónia, Santa Benedita Teresa da Cruz, no século Edith Stein, gostava de repetir: "Membros do Corpo de Cristo, animados pelo seu Espírito, nós nos oferecemos vítimas com Ele, por Ele, n'Ele e unimo-nos à eterna acção de graças".

4. "Adoro Te devote, latens Deitas!".

Ó Jesus, pedimos-Te que cada jovem aqui presente deseje unir-se a Ti numa eterna acção de graças e se comprometa no mundo de hoje e de amanhã para ser construtor da civilização do amor.

Que Te coloque no centro da sua vida: Te adore e Te celebre. Cresça a sua familiaridade contigo, ó Jesus Eucaristia! Te receba, participando com assiduidade na Santa Missa ao domingo e, se possível, todos os dias. Desta intensa frequência surjam compromissos de doação livre da vida a Ti, que és liberdade total e verdadeira. Brotem santas vocações para o sacerdócio: sem o sacerdócio não há a Eucaristia, fonte e auge da vida da Igreja. Cresçam numerosas vocações para a vida religiosa; desabrochem generosas vocações para a santidade, que é a medida alta da vida cristã ordinária, especialmente nas famílias: hoje, mais do que nunca, a Igreja e a sociedade têm necessidade disto.

5. Ó Jesus Eucaristia, confio-Te os jovens de Roma, do Lácio e do mundo inteiro: os seus sentimentos, os seus afectos, os seus projectos. Apresento-os a Ti pelas mãos de Maria, tua e nossa Mãe.

Jesus, que Te oferecestes ao Pai: ama-os!
Jesus, que te oferecestes ao Pai: cura as feridas do seu espírito!
Jesus, que te oferecestes ao Pai, ajuda-os a adorar-Te na verdade e abençoa-os.
Agora e sempre.
Amen!

Concedo a todos com afecto a minha Bênção.

Do Vaticano, 15 de Março de 2005.

JOÃO PAULO II

Copyright © Libreria Editrice Vaticana

top