The Holy See
back up
Search
riga

PAULO VI

MENSAGEM RADIOFÔNICA AO BRASIL 
PELA CRUZADA DO ROSÁRIO

Domingo, 8 de dezembro de 1963     

 

Filhos amantíssimos da Nação Brasileira!

Este ano, pela primeira vez, ides celebrar, no festoso dia da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, o «Dia Nacional da Família»; e ides celebrá-lo com a reza do Santo Rosário, unidos através de todas as estações da Rádio-Televisão de vosso País, por ditosa iniciativa da «Cruzada do Rosário em Família».

É táo doce pensar que, em todas as casas do Brasil, os vossos corações, unidos num só palpite de fé e de prece, se diluem num cántico de veneração e amor à Santissima Virgem, a proclamá-la, deste modo, Rainha de vossas Famílias. 

Podeis, pois, imaginar com que alegria comovente o Papa, que vos ama tanto, acolheu o convite do estimadíssimo Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, Cardial Don Jaime de Barros Câmara, e vos dirige a Sua palavra de comprazimento e de ânimo. 

Nós estamos junto de vós, dilectos filhos do Brasil, Conhecemos a vossa fé, da qual hoje dais prova tão sincera e edificante. Conhecemos os vossos dotes genuinamente humanos e cristãos, a vivacidade. do vosso carácter, o fervor da novidade e da vida que penetra em todas as Nações, a coragem com que enfrentais e superais as dificuldades mesmo graves. São estas as impressões indeléveis que guardamos no Nosso coraçõeo, desde quando tivemos a dita de visitar o vosso País encantador, contactando profundamente com as vossas fervorosas comunidades diocesanas e paroquiais. E hoje, que Nos parece estar de novo entre vós, de entrar em cada urna das vossas casas, é-Nos tão agradável ver-vos reunidos em oração, com o terço na mão aos pés da vossa Rainha. 

Que seja sempre esta a imagem real e bendita das famílias do Brasil, de todas as famílias, pois onde se ama, onde se crê, onde se espera, onde se reza mesmo na provação da dor, aí floresce o casto amor dos pais e a obediência viva e pronta dos filhos; aí se preparam os jovens para a vida, com serenidade concentrada e confiante; aí se dulcificam as rugosidades do trabalho e da fadiga; aí o ocaso da existência se esmalta da sólida e firme esperança do além-túmulo. Que seja este o quadro das vossas famílias, amados filhos e, então, a Santíssima Virgem estará sempre ao vosso lado, a reintegrar-vos no bem, a fortifica-vos na vitrude, a limpar-vos as lágrimas silenciosas, a auxiliar-vos nas provações. Por nossa parte, imploramos a esta boa e doce Mãe que vos conceda, em todo o momento, a riqueza da sua intercessão, vos obtenha os dons da grata celestial, da mútua união fraterna, da docilidade aos ensinamentos da Igreja, da prosperidade e da paz, aqui na terra, e do prêmio da vida, que jamais se apaga, lá en cima, no Céu. 

Em penhor dos Nossos mais ardentes votos, concedemos aos Governantes, aos vossos Bispos e sacerdotes, a todas as autoridades, a todas as vossas famílias, urna particular Bênção, Apostólica, para que «a grata do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus e a comunicação do Espírito Santo estejam convosco» (2 Cor., 13, 13). Assim seja!

                                          

top