The Holy See
back up
Search
riga

RADIOMENSAGEM DO PAPA PAULO VI
À NAÇÃO BRASILEIRA PELO IV CENTENÁRIO
DO RIO DE JANEIRO

1° de Janeiro de 1965

 

Amados Filhos e Filhas do Brasil.

Neste momento solene para todo o Brasil, que hoje comemora o quarto centenário da fundação da sua antiga capital, queremos também Nós, amados Filhos e Filhas, participar do vosso júbilo, dirigindo-vos algumas palavras.

Saudamos a Hierarquia Católica que, com empenho, procura manter sempre viva a grandeza espiritual de urna Nação que Nos é tão querida.

Saudamos as autoridades civis, colocadas à frente de um povo de alma generosa e que aspira justamente a urna situação sempre humanamente digna e de progresso social.

Saudámos-vos, a vós, amados Filhos e Filhas, que ocupais no coração do Vigário de Cristo um lugar de grande afecto e de estima.

São Sebastião do Rio de Janeiro, cidade velha, mas sempre moderna, está hoje em festa a comemorar o quarto centenário da sua existência. Fiel à Fé Católica desde o seu nascimento, levantou um monumento a Cristo Redentor por cima das pedras de Gávea, no Monte do Corcovado. Na noite de 12 de Outubro de 1931, Marconi, servindo-se das maravilhas da técnica, do Porto de Génova, montado sobre o «Eletra», acendia a iluminação desse monumento. E aí está a Imagem do Senhor, de braços abertos, a proteger essa bela cidade e, com ela, todo o Brasil.

Hoje também, a Sagrada Liturgia recorda no Evangelho da Santa Missa a imposição ao Filho de Maria do Nome de Jesus, que significa Salvador. Este Nome santíssimo é um nome adorável, de infinita misericórdia. A Misericórdia de Deus Incarnada chama-se Jesus. E só olhando a Ele, se torna possível a nossa salvação. Em nenhum outro, que não seja Ele, - proclama Pedro diante do Tribunal de Jerusalém - pode haver salvação, porque não há em todo o mundo nenhum outro nome entre os homens, pelo qual possamos ser salvos (Act. 4, 12).

Ele é o Caminho, a Verdade, a Vida. Sem caminho, não podemos chegar ao pórtico da felicidade eterna; sem verdade, não podemos ver; sem vida, não podemos viver. Ele é a Luz que ilumina o mundo.

Nós, que vamos inaugurar as novas instalações eléctricas do monumento a Cristo Redentor do Monte do Corcovado, fazemos ardentes votos de que, como símbolo das graças que, através de Maria Santíssima, vossa Padroeira, o Senhor dispensa aos seus filhos fieis, esta luz, iluminando a cidade do Rio de Janeiro, se espalhe por todo o Brasil. Recebei a Luz da graça que faz resplandecer a vossa alma, acolhei-a como o maior dos tesouros, de modo que Jesus, o Divino Redentor, seja o Senhor de todos os vossos corações e reine para sempre nas Terras de Santa Cruz.

Em penhor destes votos, concedemos ao Venerando Arcebispo do Rio de Janeiro, Senhor Cardeal Câmara, aos Prelados, clero, religiosos e religiosas, ás autoridades civis e a todos vós, filhos bem amados do Brasil, a Nossa paternal Bênção Apostólica.

            

top