The Holy See Search
back
riga

© PFARRKIRCHEN STIFTUNG ST. LAMBERT SEEON
Via Crucis, Felix Anton Scheffler - 1757
Igreja de S. Martinho - Ischl, Seeon (diocese de München) - Alemanha

DÉCIMA TERCEIRA ESTAÇÃO
Jesus é descido da Cruz e entregue a sua Mãe

V. Adoramus te, Christe, et benedicimus tibi.
R. Quia per sanctam crucem tuam redemisti mundum.

Do Evangelho segundo Mateus 27, 55.57-58; 17, 22-23

C. Estavam ali, a observar de longe, muitas mulheres, que tinham seguido Jesus desde a Galileia, para O servirem.

Ao cair da tarde, veio um homem rico de Arimateia, chamado José, o qual se tinha tornado também discípulo de Jesus. Foi ter com Pilatos e pediu-lhe o corpo d’Ele. Então Pilatos mandou-lho entregar.

C. Estando reunidos na Galileia, Jesus disse-lhes:
V
. «O Filho do Homem tem de ser entregue nas mãos dos homens, que O matarão; mas, ao terceiro dia, ressuscitará».
C
. E eles ficaram profundamente consternados.

 

MEDITAÇÃO

O delito está consumado:
matámos Jesus![1]

E as chagas de Cristo reverberam
no coração de Maria,
visto que uma única dor
abraça a Mãe com o Filho.

A Piedade! Sim, a Senhora da Piedade
grita, comove e fere
mesmo quem já está habituado a ferir.

A Senhora da Piedade! A nós parece-nos
ter compaixão de Deus
mas ao contrário – e uma vez mais –
é Deus que tem compaixão de nós.

A Senhora da Piedade! A dor
já não é desesperadora
e jamais o será,
porque Deus veio sofrer connosco.

E com Deus pode-se desesperar?

 

ORAÇÃO

Ó Maria,
naquele Filho Tu abraças cada filho
e sentes o transe de todas as mães do mundo.

Ó Maria,
as tuas lágrimas correm de século em século
e banham os rostos
e choram o pranto de todos.

Ó Maria,
Tu conheces a dor… mas crês!
Crês que as nuvens não apagam o sol,
crês que a noite prepara a aurora.

Ó Maria,
Tu que cantaste o Magnificat,[2]
entoa-nos o cântico que vence a dor
como um parto do qual nasce a vida.

Ó Maria,
roga por nós!
Roga para que chegue também a nós
o contágio da verdadeira esperança.



[1] Zc 12, 10.
[2] Lc 1, 46-55.

 

Todos:

Pater noster, qui es in cælis;
sanctificetur nomen tuum;
adveniat regnum tuum;
fiat voluntas tua, sicut in cælo et in terra.
Panem nostrum cotidianum da nobis hodie;
et dimitte nobis debita nostra,
sicut et nos dimittimus debitoribus nostris;
et ne nos inducas in tentationem;
sed libera nos a malo.

Fac me vere tecum flere,
Crucifixo condolere,
 donec ego vixero

© Copyright 2006 - Libreria Editrice Vaticana

top