The Holy See
back up
Search
riga

SAUDAÇÃO DO CARDEAL WALTER KASPER
NA CERIMÓNIA DE ENTREGA DO SAGRADO ÍCONE
DA MÃE DE DEUS DE KAZAN'

Sábado, 20 de Agosto de 2004
Catedral da Dormição
Moscovo (Rússia)

 


Santidade

Em nome de Sua Santidade o Papa João Paulo II e da Delegação da Santa Sé de Roma, por ele encarregada, tenho a honra de o saudar e, juntamente com Vossa Santidade, de cumprimentar os Metropolitas, Bispos, Sacerdotes, Monges e Monjas aqui presentes e todo o povo de Deus da santa Igreja Ortodoxa Russa. A paz e a graça de Deus esteja convosco!

Sua Santidade o Papa João Paulo II encarregou esta Delegação de entregar em seu nome a Vossa Santidade e por intermédio da vossa reverendíssima pessoa à Igreja Ortodoxa Russa, este venerando e antigo Ícone da Mãe de Deus de Kazan', ardentemente venerada por inteiras gerações de fiéis do povo russo.

Profundamente arraigado no coração e na história deste país, como protector da terra russa e do seu povo, o Ícone partiu daqui num dia distante e, depois de ter atravessado vários países do Ocidente, permaneceu prolongadamente no Santuário de Fátima, em Portugal, onde foi venerado por numerosos fiéis católicos. Finalmente, pela Providência Divina, ele chegou à casa do Papa, que rezava diante desta Imagem, implorando à Mãe de Deus de Kazan' que salvaguardasse o povo russo.

Assim a Mãe de Deus de Kazan', símbolo venerado da tradição cristã milenária do povo russo, e a ajuda que ela ofereceu nas situações mais difíceis da longa história deste povo, graças à sua viagem, durante a qual foi venerada e implorada também por numerosos fiéis católicos, reuniu ao seu redor na oração as duas partes da cristandade e tornou-se também o símbolo da profunda unidade na fé e no amor, que existe entre o Oriente e o Ocidente, não obstante os deploráveis mal-entendidos e diferenças; ela precedeu os nossos compromissos em vista de restabelecer plenamente a unidade da Igreja de Deus, desejada pelo nosso único Senhor Jesus Cristo.

Através deste Ícone, à volta do qual se concentra a veneração de inúmeros fiéis, nós católicos expressamos a nossa elevada estima pela grande nação russa, pela sua rica tradição cristã, pela fidelidade até à efusão do sangue de numerosos fiéis russos, durante o período obscuro da perseguição e da opressão exercidas por um regime que tinha em vista desarraigar a fé e os valores cristãos do coração deste povo, que permaneceu profundamente cristão e fiel ao Evangelho; por meio deste Ícone, nós dirigimos a nossa profunda gratidão a Deus, Àquele que derrubou os poderosos dos tronos, elevando os humildes (cf. Lc 1, 52), para o despertar da vida cristã nesta terra.

Agora, que a gloriosa Mãe de Deus de Kazan' regressa à sua pátria e ao solo da Rússia, suplicamos-lhe que proteja e oriente o seu povo rumo a um porvir que estes são os nossos bons votos seja pacífico e feliz; suplicamos-lhe que interceda pelo respeito recíproco e pela amizade entre homens de diversificadas culturas e religiões, pela paz na justiça e na liberdade no mundo inteiro; e suplicamos-lhe ainda que apresse o dia em que todos os discípulos do seu Filho se reconhecerão plenamente como irmãos e irmãs, e que sejam um só, a fim de que o mundo creia (cf. Jo 17, 21); o dia em que todos os cristãos glorificarão em uníssono as grandes obras, a misericórdia e a grandeza de Deus.

Gostaria de concluir com as palavras que o Papa João Paulo II pronunciou no Vaticano, na quarta-feira passada, ao despedir-se solenemente deste Ícone. Nessa circunstância, ele disse: "Que esta antiga imagem da Mãe do Senhor diga a Sua Santidade Aleixo II e ao venerando Sínodo da Igreja Ortodoxa Russa o afecto que o Sucessor de Pedro sente por eles e por todos os fiéis que lhes estão confiados. Diga a estima que ele sente pela grande tradição espiritual, da qual a santa Igreja russa é guardiã. Diga o desejo e o firme propósito do Papa de Roma, de progredir juntamente com eles pelo caminho do conhecimento e da reconciliação recíprocos, para apressar o dia daquela unidade plena dos crentes, pela qual o Senhor Jesus rezou ardentemente (cf. Jo 17, 20-22)".

Santidade, volto a entregar o Ícone da Mãe de Deus de Kazan' nas suas mãos. Seja a Santíssima Mãe de Deus a Mãe do seu povo e refúgio em todos os seus perigos e necessidades; que Ela seja a Mãe da Europa e de toda a humanidade; seja a Mãe da paz no mundo; seja a Mãe da Igreja e da plena unidade entre o Oriente e o Ocidente; seja a nossa Mãe comum, a nossa advogada, auxiliadora, socorredora na nossa peregrinação rumo a um futuro que estes são os nossos bons votos seja reconciliado e pacífico. Santa Maria, intercede por nós!

 

 

 

top