Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA
E ASSINATURA DA CARTA SOBRE O PRESÉPIO

Santuário franciscano de Greccio
Domingo, 1º de dezembro de 2019

[Multimídia]


 

Quantos pensamentos se adensam na mente, neste lugar santo! No entanto, diante da rocha destas montanhas, tão queridas a São Francisco, o que somos chamados a fazer é, antes de tudo, redescobrir a simplicidade.

O presépio, que São Francisco realizou pela primeira vez precisamente neste pequeno espaço, imitando a gruta estreita de Belém, fala por si só. Aqui não há necessidade de multiplicar as palavras, porque a cena diante dos nossos olhos exprime a sabedoria da qual precisamos para compreender o essencial.

Diante do presépio descobrimos como é importante para a nossa vida, tantas vezes frenética, encontrar momentos de silêncio e oração. O silêncio, para contemplar a beleza do rosto do Menino Jesus, o Filho de Deus nascido na pobreza de um estábulo. A oração, para manifestar o “obrigado” surpreendido perante esta imensa dádiva de amor que nos é oferecida.

Neste simples e admirável sinal do presépio, que a piedade popular acolheu e transmitiu de geração em geração, manifesta-se o grande mistério da nossa fé: Deus ama-nos a ponto de compartilhar a nossa humanidade e a nossa vida. Nunca nos deixa sozinhos; acompanha-nos com a sua presença escondida, mas não invisível. Em todas as circunstâncias, tanto na alegria como na dor, Ele é o Emanuel, Deus connosco.

Como os pastores de Belém, aceitemos o convite para ir à gruta, ver e reconhecer o sinal que Deus nos concedeu. Assim, o nosso coração estará cheio de alegria, e poderemos levá-la onde houver tristeza; estará repleto de esperança, para ser partilhada com aqueles que a perderam.

Identifiquemo-nos com Maria, que colocou o seu Filho na manjedoura, porque não havia lugar numa casa. Com Ela e com São José, seu marido, mantenhamos o nosso olhar fixo no Menino Jesus. Que o seu sorriso, desabrochado na noite, dissipe a indiferença e abra os corações para a alegria daqueles que se sentem amados pelo Pai que está no Céu!

 

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana