Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - ES  - IT  - PT ]

SAUDAÇÃO DO PAPA FRANCISCO
ÀS DELEGAÇÕES QUE DOARAM O PRESÉPIO
 E A ÁRVORE DE NATAL
PARA A PRAÇA SÃO PEDRO

Sala Paulo VI
Quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

[Multimídia]


 

Queridos irmãos e irmãs!

É com prazer que vos recebo no dia em que o presépio e a árvore de Natal, montados na Praça de São Pedro, são apresentados, unidos pela memória comum da tempestade do outono passado, que devastou muitas zonas do Trivéneto. Saúdo-vos todos, começando pelos meus irmãos Bispos, a quem agradeço as suas palavras. Manifesto a minha profunda gratidão às autoridades civis, que apoiaram a oferta destes dois símbolos religiosos natalícios. Eles expressam o afeto das pessoas das Províncias de Trento, Vicenza e Treviso, em particular de algumas localidades dos territórios das dioceses de Trento, Pádua e Vittorio Veneto. O encontro de hoje oferece-me a oportunidade de renovar o meu encorajamento ao vosso povo, que no ano passado sofreu uma catástrofe natural devastadora, com a destruição de inteiros bosques. São acontecimentos que nos assustam, são sinais de alerta que a criação nos envia, e que nos pedem para tomar decisões eficazes imediatamente para a proteção da nossa casa comum.

Esta noite as luzes que adornam a árvore serão acendidas, e permanecerá junto do presépio até ao final das festividades natalícias, e ambos serão admirados pelos muitos peregrinos de todo o mundo. Obrigado, queridos amigos, por estes presentes, e também pelas árvores menores destinadas a outros ambientes do Vaticano. Soube com prazer que, no lugar das plantas removidas, serão replantados 40 abetos para reintegrar os bosques seriamente danificados pela tempestade de 2018. O abeto-vermelho que quisestes doar representa um sinal de esperança particularmente para as vossas florestas, a fim de que possam ser limpas o mais rapidamente possível e assim começar o trabalho de reflorestamento.

O presépio, feito quase inteiramente de madeira e composto de elementos arquitetónicos caraterísticos da tradição trentina, ajudará os visitantes a desfrutar da riqueza espiritual do Natal do Senhor. Os troncos de madeira, provenientes das áreas atingidas pelas tempestades, que servem de pano de fundo para a paisagem, evidenciam a precariedade em que a Sagrada Família se encontrava naquela noite em Belém. O presépio artístico de Conegliano, colocado na Sala Paulo vi, também ajudará a contemplar a humilde gruta onde o Salvador nasceu.

Como sabeis, há poucos dias estive em Greccio para visitar o lugar onde São Francisco fez o primeiro presépio. Lá publiquei uma Carta sobre o presépio, que é um sinal simples e maravilhoso da nossa fé que não se deve perder, aliás, é bom que seja transmitido de pais para filhos, de avós para netos. É um modo genuíno de comunicar o Evangelho, num mundo que por vezes parece ter medo de recordar o que é realmente o Natal, e cancela os sinais cristãos para guardar apenas os de um imaginário banal, comercial.

Queridos amigos, desejo de coração a vós, aos vossos concidadãos e a todos os habitantes das vossas Regiões, que passeis o Natal do Senhor com serenidade e fraternidade. A Virgem Maria, que acolheu o Filho de Deus na fraqueza da natureza humana, nos ajude a contemplá-lo no rosto daqueles que sofrem, e nos apoie no compromisso de solidariedade para com as pessoas mais débeis e frágeis. Abençoo-vos de coração e peço-vos por favor que rezeis por mim. Obrigado!

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana