The Holy See
back up
Search
riga
DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
A UMA DELEGAÇÃO ECUMÉNICA
VINDA DA FINLÂNDIA POR OCASIÃO
DA FESTA DE SANTO HENRIQUE

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

 

Queridos Bispos Peura e Wróbel
Ilustres amigos

É com alegria que vos dou as boas-vindas, membros da delegação ecuménica da Finlândia, que visitais Roma por ocasião da festa de Santo Henrique, Padroeiro da vossa nação.

A vossa presença aqui coincide com a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos do corrente ano. O tema desta semana "Ele faz ouvir os surdos e falar os mudos" (Mc 7, 37) explica como Jesus liberta todos nós da surdez espiritual, tornando-nos capazes de ouvir a sua palavra salvífica e de proclamá-la aos outros. Esta responsabilidade do testemunho conjunto com palavras e gestos alimenta o nosso caminho ecuménico. Aproximando-nos ulteriormente de Cristo e convertendo-nos para a sua verdade e o seu amor, ela aproxima-nos também uns dos outros.

Nos anos mais recentes, as relações entre os cristãos na Finlândia desenvolveu-se de modo a oferecer muita esperança para o futuro do ecumenismo. Eles rezam e trabalham de bom grado em conjunto, dando um testemunho público comum da palavra de Deus. É precisamente este testemunho persuasivo das verdades orientadoras e salvíficas do Evangelho que todos os homens e mulheres buscam ou têm necessidade de ouvir. Ele exige coragem da parte dos cristãos. Com efeito, como sugeri nas Vésperas ecuménicas durante a minha visita à Baviera, por detrás "deste debilitamento do tema da justificação e do perdão dos pecados encontra-se, na realidade, um enfraquecimento do nosso relacionamento com Deus. Por isso, a nossa tarefa primordial talvez consista em redescobrir de outra forma o Deus vivo na nossa vida, no nosso tempo e na nossa sociedade" (Homilia, 12 de Setembro de 2006).

Na Declaração Conjunta sobre a Justificação, luteranos e católicos percorreram um considerável caminho teológico. Ainda há muito a fazer e, por isso, é animador o facto de que o diálogo nórdico luterano-católico na Finlândia e na Suécia está a examinar o tema: "A Justificação na vida da Igreja". Espero e rezo a fim de que estes diálogos contribuam de maneira concreta para a busca da unidade plena e visível da Igreja e, ao mesmo tempo, ofereçam uma resposta mais clara às questões fundamentais que estão a atingir a vida e a sociedade.

Confiantes na convicção de que o Espírito Santo é o autêntico protagonista do esforço ecuménico (cf. Unitatis redintegratio, 1.4), continuemos a rezar e a trabalhar pelo estabelecimento de laços de amor e de cooperação mais estreitos entre os luteranos e os católicos na Finlândia. Sobre cada um de vós e todo o querido povo da Finlândia, invoco as abundantes Bênçãos divinas da paz e da alegria.

© Copyright 2007 - Libreria Editrice Vaticana

top