The Holy See
back up
Search
riga

PAPA JOÃO PAULO II

REGINA CAELI

17 de Maio de 1998

 

Caríssimos
Irmãos e Irmãs
!

1. Neste tempo pascal, os textos bíblicos que a Liturgia nos propõe colocam em relevo a presença e a acção do Espírito Santo na primeira comunidade cristã. A Igreja, fundada no testemunho dos Apóstolos, é orientada no seu caminho ao longo dos séculos pelo Espírito Santo, que a incentiva nas vias da missão a ir ao encontro de todas as nações e de todas as culturas do planeta. Ela não lhes impõe leis ou tradições humanas, mas anuncia a Boa Nova de Cristo Salvador e o seu mandamento – «Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei» (cf. Jo 15, 12) – com grande respeito pelo seu património cultural e pelo seu empenho religioso.

No ano dedicado de maneira particular ao Espírito Santo, somos convidados a meditar com mais atenção sobre esta realidade, e sobretudo a elevar uma coral invocação a Deus, a fim de que envie o Seu Espírito para renovar a face da terra e confortar o Seu povo peregrino na história.

2. O Ano 2000 é a ocasião propícia para relançar a evangelização no mundo. Para esta finalidade foram convocadas, nestes últimos anos do segundo milénio, Assembleias Especiais do Sínodo dos Bispos para cada Continente. Há precisamente três dias, concluiu-se a Assembleia dedicada à Ásia, e hoje convido-vos a unir-vos a mim no agradecimento ao Senhor por este histórico acontecimento eclesial, que não se referiu apenas àquele antigo e vasto continente, mas à Igreja universal. Foi um evento de comunhão, de conhecimento recíproco, de intercâmbio de dons, de confronto sobre importantes desafios pastorais. Agora os Bispos e os outros Membros da Assembleia regressaram, ou estão a regressar, às suas Comunidades. O Espírito Santo ajudá-los-á a percorrer, nas diferentes situações geográficas e sociais da Ásia, os caminhos que indicou durante o Sínodo, para que a boa semente do Evangelho seja espalhada com abundância em toda a parte e dê frutos de salvação eterna.

3. Para esta finalidade, invocamos a intercessão de Maria, figura da Igreja, sempre guiada pelo Espírito. A presença de Maria na Igreja é penhor e garantia do dom do Espírito, que em Nazaré gerou nela o Salvador e no Pentecostes animou a Igreja nascente, para que a obra da Redenção fosse propagada até aos extremos confins da terra. A ela confiamos a missão dos crentes na Ásia, juntamente com as expectativas e esperanças de toda a humanidade.


Saudações

Dirijo uma cordial saudação aos peregrinos de língua italiana, a começar pelos participantes na Marcha contra a exploração do trabalho infantil. Trata-se duma iniciativa a nível mundial, promovida na Itália pela associação «Mani Tese» (Mãos Estendidas), por ocasião da Conferência da Organização Internacional do Trabalho, que preparou um novo Tratado contra todas as formas de trabalho infantil. Faço votos por que a Marcha contribua para fazer aumentar a sensibilidade sobre este grave problema, a fim de que aos adultos não falte o trabalho, e as crianças não sejam privadas da idade do seu desenvolvimento!

Saúdo também os sócios da Associação Nacional dos Mutilados e Inválidos do Trabalho e uno-me ao apelo deles, para que seja feito o possível, a todos os níveis, a fim de prevenir o triste fenómeno dos acidentes de trabalho.

Dirijo depois um pensamento aos pais, alunos e professores da Escola «Dom Bosco» dos Salesianos de Turim-Valdocco, aos quais agradeço a hospitalidade várias vezes oferecida a mim e aos meus colaboradores na sua Casa de férias de Les Combes, no Vale de Aosta. Saúdo ainda os numerosos jovens guiados pela Federação Italiana de «Jogo de Futebol», que recordam a todos que o futebol, como todos os desportos, deve ser antes de mais fraternidade, amizade e solidariedade.

 

© Copyright 1998 - Libreria Editrice Vaticana

top