The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

ANGELUS

Domingo, 7 de Novembro de 2004

 

1. A piedade popular dedica o mês de Novembro à recordação dos fiéis defuntos. Por eles rezamos com confiança, sabendo que como afirma Jesus no Evangelho de hoje "Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos; porque todos vivem por Ele (Lc 20, 38). Ele permanece fiel à aliança estabelecida com o homem, aliança que nem sequer a morte pode interromper.

2. Este pacto, selado na Páscoa de Cristo, torna-se constantemente actual no sacramento da Eucaristia. Encontra nela, portanto, o seu ápice também a oração pelos defuntos. Oferecendo por eles a Santa Missa, os crentes contribuem para a sua última purificação. Aproximando-se com fé da sagrada Comunhão, fortalecem com eles os vínculos de amor espiritual.

3. Maria Santíssima, do Paraíso, interceda por todos os nossos queridos defuntos, e fortaleça em nós, peregrinos sobre a Terra, a fé na ressurreição final, da qual o sacramento da Eucaristia nos oferece o penhor.


Depois do Angelus

Saúdo os peregrinos brasileiros, e aproveito para dar graças a Deus, congratulando-me com a vossa nobre Nação por sua fidelidade ao Evangelho de Cristo. Faço votos de que todas as instâncias responsáveis da Nação prossigam defendendo a vida desde a sua concepção até o seu termo natural. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Saúdo os peregrinos de língua espanhola, especialmente os fiéis das paróquias do Coração de Maria e de Santo Agostinho das Canárias, e El Salvador de La Palma e o grupo da Marinha Militar do Equador.

Saúdo os africanos presentes no Angelus, manifestando a minha preocupação pelas graves notícias que chegam da Costa do Marfim, onde a violência acaba de causar novas vítimas. Que as armas se calem, que os acordos de paz sejam respeitados e seja retomado o caminho do diálogo!

Confio as populações da Costa do Marfim a Maria, Rainha da Paz.

Dirijo um pensamento aos peregrinos de língua italiana, sobretudo ao grupo da Misericórdia de S. Nicola Manfredi, província de Benevento.

Desejo a todos bom domingo.

Saúdo os peregrinos da Polónia!

Celebra-se hoje na Polónia o dia dos Asilos, cujo mote é "Também o Asilo é vida". O cuidado com que os empregados e os voluntários acolhem as pessoas incuravelmente doentes e moribundas, é uma grande obra da misericórida.

Peço a Deus que recompense com as Suas graças o seu amor e a sua dedicação.
Confio à Mãe Santíssima também quantos acompanham quem sofre nas respectivas famílias. Deus abençoe todos vós

 

© Copyright 2004 - Libreria Editrice Vaticana   

 
top