The Holy See
back up
Search
riga

JOÃO PAULO II

REGINA CAELI

Domingo do Bom Pastor, 2 de Maio de 2004
 

 

1. Nestes dias, a Europa vive outra importante etapa da sua história:  dez novos Países entram na União Europeia. Dez nações, que já se sentiam europeias por cultura e tradição, entram agora a fazer parte desta União de Estados.

Contudo, a unidade dos povos europeus, se deseja ser duradoura, não pode ser apenas económica e política. Como recordei durante a minha peregrinação a Compostela, em Novembro de 1982, a alma da Europa permanece ainda hoje unida, porque tem como ponto de referência os comuns valores humanos e cristãos. A história da formação das Nações europeias caminha em sintonia com a evangelização. Por conseguinte, não obstante as crises espirituais que marcaram a vida do Continente até aos nossos dias, sem o Cristianismo a sua identidade seria incompreensível.

2. Precisamente por isto a Igreja quis oferecer nestes anos muitos contributos para a consolidação da sua unidade cultural e espiritual, sobretudo com os Sínodos Especiais para a Europa, respectivamente os de 1990 e de 1999. A seiva vital do Evangelho pode garantir à Europa um desenvolvimento coerente com a sua identidade, na liberdade e na solidariedade, na justiça e na paz. Só uma Europa que não remova mas redescubra as próprias raízes cristãs, poderá enfrentar os grandes desafios do terceiro milénio:  a paz, o diálogo entre as culturas e as religiões, e a salvaguarda da criação.

Para este importante empreendimento são chamados a oferecer o próprio contributo todos os crentes em Cristo do Ocidente e do Oriente europeu, graças a uma cooperação ecuménica aberta e sincera.

3. Ao saudar com afecto as nações que nestes dias entram a fazer parte da União Europeia, o meu pensamento dirige-se aos numerosos Santuários que, ao longo dos séculos, mantiveram viva em cada uma delas a devoção à Virgem Maria. Confiemos a Nossa Senhora, Mãe da esperança, e aos Santos e Santas que veneramos como Padroeiros da Europa, o presente e o futuro do Continente.

No final da alocução mariana, o Santo Padre pronunciou ainda as seguintes palavras de saudação: 
Esta manhã, na Basílica de São Pedro, ordenei vinte e seis novos Sacerdotes. Renovo-lhes, bem como aos seus familiares e amigos, a minha cordial saudação. Que eles sejam sempre, no meio do Povo de Deus, imagem de Cristo, Bom Pastor.

Celebra-se hoje o Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Dirijo um pensamento especial a quantos estão comprometidos no caminho de formação para o sacerdócio e para a vida consagrada; e convido a rezar para que nunca faltem numerosas e santas vocações na Igreja.
Saúdo cordialmente os peregrinos de língua espanhola, sobretudo o grupo de São Roque, de Sevilha. Neste Domingo do Bom Pastor, renovo a todos o convite a rezar pelas vocações para o sacerdócio e para a vida consagrada. Feliz domingo.

Saúdo os peregrinos de língua italiana, de modo particular o grupo de adolescentes e pais da comunidade "Sorisole" (Bérgamo), os fiéis provenientes de Nápoles, Afragola e Torre del Greco, e os trabalhadores da sociedade Alcatel de Rieti e Battipaglia.

Desejo a todos um bom domingo e um bom início do mês de Maio, dedicado de modo particular a Nossa Senhora.

 

© Copyright 2004 - Libreria Editrice Vaticana   

 

top