The Holy See
back up
Search
riga

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
A UM GRUPO DE BISPO DO PARAGUAI
EM VISITA «AD LIMINA APOSTOLORUM»

Terça-feira, 25 de Setembro de 1979

 

Veneráveis Irmãos no Episcopado

Bendito seja o Senhor, que me permite este encontro fraterno convosco, Pastores da Igreja no Paraguai, vindos a Roma para "ver Pedro", torná-lo participante das vossas alegrias e da vossa solicitude na evangelização do povo de Deus que vos está confiado, e fortalecer os vínculos de caridade entre as vossas sedes respectivas e a sede do Sucessor de Pedro.

Estes momentos de comunhão revitalizada que passamos juntos, depois do encontro individual com cada um de vós, oferece-me a oportunidade para dar graças a Deus pela concórdia que reina entre vós e que irradia beneficamente no contacto com os vossos sacerdotes, com os outros agentes da pastoral, sobretudo religiosos, e com os fiéis. Expresso-vos por isso a minha complacência e peço ao Senhor, como fruto deste encontro com quem foi colocado como centro e garantia de comunhão com Cristo, que a vossa unidade de sentimentos e vontades seja aperfeiçoada e robustecida para bem da Igreja no vosso País.

Se mantiverdes essa comunhão fraterna, vós e as vossas comunidades cristãs, podereis enfrentar com mais facilidade e proveito os desafios que se vos apresentam no momento actual e transparecem dos relatórios que apresentastes nesta visita ad Limina.

Sei que um dos pontos, que mais vos preocupa na vossa tarefa pastoral, é o da moralização da vida pública, familiar e individual. A ele estais dedicando os vossos esforços pessoais e também como Conferência Episcopal. Sabei que estou ao vosso lado e animo este vosso trabalho, que tem como objectivo preservar, restabelecer e consolidar o sentido moral nas consciências, a fim de que a lei de Deus e a honestidade orientem as relações sociais e familiares, como também o comportamento privado das pessoas.

É um capítulo de suma importância, dado que se não forem cultivados na prática os valores morais de uma autêntica integridade moral, desmoronam-se as bases sólidas da convivência e degrada-se o teor de vida dos cidadãos.

Devereis continuar a prestar particular atenção a uma adequada pastoral familiar, garantia de eficácia para obter um recto comportamento nos vossos fiéis. É bem sabido, de facto, que onde a família é sã, toda a sociedade recebe o seu benéfico influxo. Precisamente de uma reconhecida carência de valores, genuinamente humanos e cristãos, derivam muitos dos males que afectam a juventude de hoje. É outro capítulo, o da juventude, a que sei desejais consagrar novos cuidados especiais, porque dele depende o futuro da Igreja e também o da sociedade.

Finalmente, algumas palavras acerca de outro ponto que ocupa lugar relevante nas vossas preocupações: o problema das vocações para a vida consagrada. Conheço a situação de penúria de sacerdotes, sobretudo autóctones, que sofrem as vossas Igrejas. Mas ao mesmo tempo é-me grato notar o prometedor aumento de vocações que se vai verificando agora. Se é verdade que vos deveis comprometer generosamente, vós e as vossas comunidades cristãs, em todas as facetas da evangelização, é na busca, na esmerada preparação e no esforço pela perseverança das vocações, que vos peço empregueis as vossas melhores energias. Vale a pena consagrar-lhe toda a solicitude e desvelo. Fazei-o vós e pedi às almas consagradas — sobretudo às de vida contemplativa —, como também aos leigos de maior sensibilidade espiritual, que peçam ao Senhor da messe que mande operários para ela.

Queridos Irmãos: estas reflexões, sobre temas tão importantes para as vossas comunidades, brotam do amor que nos liga a cada membro das mesmas. Ao voltardes para as vossas sedes, dizei sobretudo aos sacerdotes e às almas consagradas que o Papa os encoraja na fidelidade a Cristo e à sua Igreja, e os tem presentes na oração quotidiana. A Virgem de Caacupé vos assista nos vossos esforços, vos conforte e vos conduza a seu Filho, o Salvador.

Com grande afecto, dou-vos a minha Bênção que peço transmitais aos vossos diocesanos.

 

Copyright © 1979 - Libreria Editrice Vaticana 

 

top