The Holy See
back up
Search
riga

HOMENAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
 À IMACULADA CONCEIÇÃO NA PRAÇA DE ESPANHA

8 de Dezembro de 2000

Renova-se hoje, 8 de Dezembro,
a devota peregrinação dos romanos,
nesta histórica Praça de Espanha,
na qual o Beato Pio IX
quis levantar em 1856
este monumento mariano,
para recordar a proclamação
do dogma da Imaculada Conceição.

Prestamos homenagem
a Maria Santíssima
preservada desde o primeiro instante
do contágio da culpa original
e de toda a sombra de pecado,
em virtude dos méritos
de seu Filho Jesus Cristo,
nosso único Redentor.

Como todos os anos,
uno-me de boa vontade
a esta tradicional homenagem floral,
símbolo eloquente
de uma entrega de todos
ao Coração Imaculado da Mãe do Senhor.

2. No contexto do Grande Jubileu,
ressoa com singular realce
a verdade de fé
que a Igreja hoje professa e proclama: 
"Porei inimizade entre ti e a mulher,
entre a tua descendência
e os descendentes dela.
Estes esmagar-te-ão a cabeça" (Gn 3, 15).

Palavras proféticas de esperança,
a ressoar nos alvores da história!
Elas anunciam a vitória que Jesus,
"nascido de mulher" (Gl 4, 4),
haveria de ter sobre satanás,
príncipe deste mundo.

"Esmagar-te-á a cabeça": 
a vitória do Filho é vitória da Mãe,
a Imaculada Serva do Senhor,
que intercede por nós
como advogada de misericórdia.
Este é o mistério que hoje celebramos;
este é o anúncio que renovamos
com fé aos pés desta coluna mariana.

Roma, berço de história e de civilização,
escolhida por Deus para sede de Pedro
e seus sucessores,
terra santificada por numerosos mártires
e testemunhas da fé,
abre hoje os seus braços ao mundo inteiro.

Roma, centro da fé católica,
faz-se voz do povo cristão
espalhado pelos cinco continentes
e proclama com uma fé cheia de alegria: 
em Ti, Maria, venceu o Amor.

3. "Eu porei inimizade entre ti e a mulher...".
Nestas misteriosas palavras
do Livro do Génesis
não está, porventura, condensada
a verdade dramática
de toda a história do homem?

Há trinta e cinco anos,
no termo dos seus trabalhos,
o Concílio Ecuménico Vaticano II
recordava que a história é,
na sua realidade profunda,
teatro de "um duro combate
contra os poderes das trevas,
que começou no princípio do mundo e,
segundo a palavra do Senhor,
durará até ao último dia"
(Gaudium et spes, 37).

Neste encontro sem tréguas,
está inserido o homem, todo o homem,
que "deve combater constantemente,
se quer ser fiel ao bem;
só com grandes esforços
e a ajuda da graça de Deus
conseguirá realizar
a sua própria unidade" (ibidem).

4. Virgem Imaculada,
Mãe do Salvador,
os séculos falam da tua presença maternal
como força do povo peregrino
sobre os caminhos da história.
Levantamos para Ti os nossos olhos
e pedimos o teu socorro
na luta contra o mal
e no empenho pela causa do bem.

Conserva-nos sob a tua maternal protecção,
ó Virgem toda bela e toda santa!
Ajuda-nos a avançar no novo milénio
revestidos daquela humildade
que Te tornou predilecta
aos olhos do Altíssimo.
Não se percam os frutos deste Ano jubilar!

Depomos nas tuas mãos
o futuro que nos espera,
invocando sobre o mundo inteiro
a tua constante protecção.
Por isso, como o apóstolo João,
queremos levar-te
para nossa casa (cf. Jo 19, 27).

Fica connosco, Maria,
fica connosco para sempre!
Ora pro nobis, intercede pro nobis,
ad Dominum Iesum Christum!

Amen.

© Copyright 2000 - Libreria Editrice Vaticana

top