Index   Back Top Print

[ EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

ORAÇÃO DO ROSÁRIO
PRESIDIDO PELO PAPA FRANCISCO
PARA INVOCAR O FIM DA PANDEMIA

Basílica de São Pedro - Capela Gregoriana
Sábado, 1º de maio de 2021

[Multimídia]


 

Prece introdutiva à recitação do Rosário

No início do mês dedicado a Nossa Senhora, unimo-nos em oração com todos os Santuários espalhados pelo mundo, com os fiéis e com todas as pessoas de boa vontade, para confiar nas mãos da nossa santa Mãe a humanidade inteira, duramente provada por este período de pandemia.

Cada dia deste mês de maio confiaremos a Ti, Mãe da Misericórdia, as numerosas pessoas que foram tocadas pelo vírus e continuam a sofrer as suas consequências: os nossos irmãos e irmãs falecidos, as famílias que vivem a dor e a incerteza do amanhã; os doentes, os médicos, os cientistas e os enfermeiros comprometidos na linha da frente nesta batalha; os voluntários e todos os profissionais que prestaram o seu precioso serviço em benefício dos outros; as pessoas em luto e dor, aqueles que, com um simples sorriso e uma boa palavra, levaram conforto aos necessitados; aqueles — sobretudo mulheres — que sofreram violência doméstica por causa do fechamento forçado e quantos desejam retomar com entusiasmo os ritmos da vida de todos os dias.

Mãe do Socorro, acolhe-nos sob o teu manto e protege-nos, sustém-nos na hora da provação e acende no nosso coração a luz da esperança no futuro!

 

Após a recitação do Terço, o Santo Padre proferiu a seguinte oração conclusiva.

Sob a tua proteção procuramos refúgio, Santa Mãe de Deus. Na presente situação dramática, cheia de sofrimentos e de angústias que afligem o mundo inteiro, recorremos a Ti, Mãe de Deus e nossa Mãe, e procuramos refúgio sob a tua proteção.

Ó Virgem Maria, dirige a nós o teu olhar misericordioso nesta pandemia do coronavírus, e conforta aqueles que estão desorientados e que choram os seus entes queridos falecidos, por vezes enterrados de um modo que fere a alma. Sustém quantos estão angustiados pelas pessoas doentes das quais, para evitar o contágio, não podem estar próximos. Instila confiança naqueles que estão ansiosos pelo futuro incerto e pelas consequências sobre a economia e o trabalho.

Mãe de Deus e nossa Mãe, implora para nós, de Deus, Pai de misericórdia, que esta dura prova termine e que volte um horizonte de esperança e de paz. Como em Caná, intercede junto do teu divino Filho, pedindo-lhe que conforte as famílias dos doentes e das vítimas, e abra o seu coração à confiança.

Protege os médicos, os enfermeiros, os profissionais da saúde e os voluntários que, neste período de emergência, estão na linha da frente e arriscam a própria vida para salvar outras vidas. Acompanha os seus esforços heroicos e dá-lhes força, bondade e saúde.

Permanece perto daqueles que, noite e dia, assistem os doentes e dos sacerdotes que, com solicitude pastoral e esforço evangélico, procuram ajudar e apoiar todos.

Virgem Santa, ilumina a mente dos homens e das mulheres de ciência, a fim de que encontrem soluções justas para derrotar este vírus. Assiste os responsáveis das Nações para que trabalhem com sabedoria, solicitude e generosidade, socorrendo quantos não têm o necessário para viver, programando soluções sociais e económicas com clarividência e espírito de solidariedade.

Maria Santíssima, toca as consciências a fim de que as enormes somas utilizadas para aumentar e aperfeiçoar os armamentos sejam, ao contrário, destinadas a promover estudos adequados para evitar catástrofes semelhantes no futuro.

Amadíssima Mãe, faz crescer no mundo o sentido de pertença a uma única grande família, na consciência do vínculo que nos une a todos para que, com espírito fraternal e solidário, possamos ir em auxílio de muitas situações de pobreza e de miséria. Encoraja a firmeza da fé, a perseverança no serviço e a constância na oração.

Ó Maria, consoladora dos aflitos, abraça todos os teus filhos atribulados e obtém que Deus intervenha com a sua mão toda-poderosa para nos libertar desta terrível epidemia, a fim de que a vida retome com serenidade o seu curso normal. Confiamo-nos a Ti, que brilhas no nosso caminho como sinal de salvação e de esperança.

Ó clemente, ó piedosa, ó doce Virgem Maria, guia os passos dos teus peregrinos que desejam rezar a Ti e amar-te nos Santuários que te são dedicados no mundo inteiro, sob os mais variados títulos que evocam a tua intercessão. Sê uma guia segura para todos. Amém!

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana